Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tropas americanas na Coreia do Sul pedem mais armamento e aeronaves

Seul, 12 jun (EFE).- O comandante das forças dos Estados Unidos na Coreia do Sul, James Thurman, anunciou nesta terça-feira que pediu ao Pentágono o aumento do desdobramento de sistemas de mísseis, helicópteros e aviões de reconhecimento, perante a escalada da tensão na península coreana.

‘Para poder melhorar nossa capacidade bélica, pedi prioridade para receber um esquadrão de ataque e reconhecimento adicional’, explicou Thurman, em declarações dadas à agência ‘Yonhap’ durante um fórum organizado pelo Exército sul-coreano em Seul.

Thurman explicou que solicitou o aumento da capacidade de suas tropas em matéria de mísseis balísticos com categorias de entre 300 e 3.500 quilômetros e também de mísseis Patriot, e que pediu também um batalhão de aviação adicional para apoiar uma de suas divisões de infantaria.

Oficiais das Forças Americanas na Coreia (USFK, na sigla em inglês) especificaram que o batalhão de aviação incluiria também helicópteros Apache.

As declarações de Thurman acontecem em um momento no qual a comunidade internacional vigia de perto a Coreia do Norte perante a possibilidade de o regime comunista produzir um novo teste nuclear.

Durante o fim de semana, um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores norte-coreano assegurou que Pyongyang ‘não está planejando’ teste algum, mas ainda assim a península continua vive uma certa tensão desde abril, quando os serviços de inteligência sul-coreanos detectaram por satélite movimentos suspeitos em uma base do país vizinho.

Nesse sentido, Thurman afirmou que o Exército americano também vigia ‘de perto’ os movimentos militares na Coreia do Norte.

Os EUA mantêm atualmente 28.500 soldados na Coreia do Sul. EFE