Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tiroteio em prisão de Ciudad Juárez deixa 17 mortos (prefeitura)

Pelo menos 17 presos morreram es em uma troca de tiros desencadeada por uma tentativa de fuga na noite de segunda-feira na penitenciária da mexicana Ciudad Juárez, na fronteira com os Estados Unidos, informou nesta terça-feira um porta-voz da Prefeitura.

Após a tentativa de fuga, os internos desarmaram os guardas carcerários e “durante mais de uma hora houve uma troca de tiros. Após a entrada (das forças policiais) 17 mortos, um deles é mulher”, disse à imprensa Manuel del Castillo, porta-voz da Prefeitura de Ciudad Juárez.

Del Castillo indicou que os mortos são todos presos que cumpriam penas por extorsão, homicídio ou sequestro, incluindo a mulher, cuja presença na ala masculina ainda não foi explicada.

Não foram registradas fugas de presos e o motim foi controlado durante a madrugada, acrescentou.

O subprocurador (promotor) da zona norte do estado de Chihuahua (norte), onde está localizada Ciudad Juárez, explicou à imprensa que “de 25 a 30 presos planejaram uma fuga, mas foram repelidos” pela polícia.

O motim eclodiu por volta das 22h00 (01h00 de Brasília) e 90 minutos depois, quando ainda continuava o tiroteio, unidades blindadas da polícia conseguiram entrar na penitenciária, acrescentou o promotor.

Alguns dos internos subiram armados para o teto da prisão, de onde atiravam indiscriminadamente em civis que estavam nas proximidades e nos policiais que chegavam para conter o motim.

Do lado de fora da prisão, unidades policiais colocaram várias barricadas para evitar uma possível fuga em massa, enquanto que em um raio de mais de um quilômetro militares e policiais locais montaram uma operação de vigilância.

Ciudad Juárez é considerada a cidade mais violenta de México por uma disputa entre dois cartéis pelo controle do tráfico de drogas para os Estados Unidos.