Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Romney se desculpa por brincadeira com companheiro gay no colégio

Washington, 10 mai (EFE).- Mitt Romney, o provável candidato presidencial republicano dos Estados Unidos, se desculpou nesta quinta-feira por uma ‘brincadeira’ na qual participou quando estava no colégio, que consistiu em cortar o cabelo de um companheiro de classe que todos acreditavam ser homossexual.

‘Eu participei de um montão de brincadeiras e travessuras no colégio e algumas podem ter ido demais longe, e por isso me desculpo’, disse Romney em entrevista ao canal ‘Fox News’.

O ex-governador de Massachusetts, que tem praticamente assegurada a indicação presidencial republicana, respondeu assim à notícia publicada hoje pelo jornal ‘The Washington Post’ sobre o incidente no qual se viu envolvido quando estudava no prestigiado Instituto Cranbrook de Michigan.

Cinco companheiros de classe do provável rival do presidente Barack Obama nas eleições de novembro lembraram ao jornal o episódio do qual foi vítima John Lauber.

Segundo seu relato, Lauber foi atacado por outros estudantes, entre eles Romney, que o jogaram no chão e cortaram seu cabelo.

‘Certamente não acredito que pensasse que ele era homossexual. Essa era a coisa mais afastada de nossas mentes nos anos 1970’, se defendeu Romney.

Quanto a outras brincadeiras no instituto, sustentou que é algo que aconteceu ‘há muito tempo’ e insistiu: ‘Se há algo que disse que tenha sido ofensivo para alguém, eu sinto muito’.

O apoio explícito de Obama ao casamento gay movimentou a campanha eleitoral nos EUA, pelas consequências que pode ter tanto para ele como para Romney em novembro.

Depois que Obama se transformou na quarta-feira no primeiro presidente americano a apoiar publicamente que os casais do mesmo sexo possam casar-se, Romney reafirmou que ele entende o casamento como a união entre um homem e uma mulher.

O casamento ‘é por definição uma relação entre um homem e uma mulher’, repetiu hoje Romney em declarações a ‘Fox Business Network’, ao destacar que duas pessoas do mesmo sexo têm direito a ‘viver juntos, ter uma relação amorosa e inclusive adotar uma criança’.

Enquanto isso, Obama está em viagem eleitoral nos estados de Washington e Califórnia, onde esta noite a mansão do ator George Clooney em Los Angeles receberá um exclusivo jantar com a elite de Hollywood para arrecadar fundos para a campanha democrata e para o qual foram convidados partidários dos direitos dos homossexuais. EFE