Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rebeldes enfrentam Exército perto de aeroporto militar sírio

Autoridades fecharam na terça-feira pela 1ª vez aeroporto internacional de Alepo

Tropas do exército e milicianos rebeldes, a maioria jihadista, travaram combates nesta quarta-feira nas proximidades do aeroporto militar de Taftanaz, na província síria de Idleb (noroeste), informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Dois rebeldes e vários soldados morreram nos confrontos, segundo o OSDH.

Leia também:

Leia também: ONU faz alerta sobre guerra na Síria – o pior está por vir

Entenda o caso

  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março de 2011 para protestar contra o regime de Bashar Assad.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança, que já mataram milhares de pessoas no país.
  3. • A ONU alerta que a situação humanitária é crítica e investiga denúncias de crimes contra a humanidade por parte do regime.

Leia mais no Tema ‘Guerra Civil na Síria’

Também foram registrados combates perto de Wadi Deif, uma das últimas posições militares do governo no noroeste do país, onde a Frente Al-Nusra (jihadista) iniciou uma ofensiva na semana passada. Além disso, a artilharia do regime bombardeou na quarta-feira as localidades de Duma e de Harasta, ao nordeste de Damasco.

Na véspera, as autoridades fecharam o aeroporto internacional de Alepo, norte do país, a segunda maior cidade da Síria. Esta é a primeira vez que as autoridades fecham um aeroporto internacional desde o início da rebelião, em março de 2011. Na terça-feira, os confrontos deixaram 104 mortos na Síria: 35 civis, 38 rebeldes e 31 soldados.

(Com agência France-Presse)