Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quatro morrem em duas avalanches no noroeste dos EUA

Acidente ocorreu após deslizamento de neve em uma área de acesso proibido perto de Steven Pass, um centro de esqui 130 quilômetros a noroeste de Seattle

Quatro pessoas morreram em duas avalanches diferentes próximas a centros de esqui nas Montanhas Cascade do estado de Washington, no extremo noroeste dos Estados Unidos. Segundo informações da imprensa local, pelo menos quatro pessoas morreram e oito estão desaparecidas depois do deslizamento de neve em uma área de acesso proibido perto de Steven Pass, um centro de esqui 130 quilômetros a noroeste de Seattle. “Temos duas missões de busca e resgate. Um ‘snowboarder’ próximo a Alpental e a avalanche de Stevens Pass”, publicou pelo Twitter a porta-voz do gabinete do xerife do condado de King – ao qual pertence a região -, Cindi West.

Uma testemunha disse ao canal local de notícias King 5 que viu esquiadores dirigindo-se a uma zona chamada “Sétimo Céu”. “Pensei que era muita gente indo para a área restrita, mas havia 35 centímetros de neve nova e isso atraiu as pessoas”, disse Brent Felt. Quando a neve desmoronou, engoliu três grupos de esquiadores em uma avalanche, disse a fonte ao canal. “Todos ficaram enterrados na neve”, disse a sargento Kathleen Larson, do gabinete do xerife, ao noticiário. “Alguns conseguiram sair e então se deram conta de que pelo menos três deles ainda estavam soterrados. Eles os retiraram e tentaram fazer a massagem cardíaca, mas os três homens, de 30, 35 e 45 anos, morreram”, completou.

A outra avalanche aconteceu pouco antes do meio-dia próximo ao centro de esqui Alpental, localizado 100 quilômetros ao sudeste de Seattle. A equipe de resgate encontrou um homem cerca de uma hora e meia depois de ele ter ficado enterrado na neve, mas ele já estava morto, informou o jornal local Seattle Times. Tanto o grupo de Stevens Pass como o snowboarder de Alpental haviam saído da zona limite do centro de esqui. O Centro Climatológico e de Avalanches do Noroeste (NWAC, na sigla em inglês) havia emitido no domingo um alerta de avalanche para regiões acima dos 1.500 metros acima do nível do mar.

(Com agência France-Presse)