Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente pede desculpas a jovem estuprada por polícia

Mulher denunciou 2 policiais por estupro e foi acusada de ‘atentado ao pudor’

O presidente da Tunísia, Moncef Marzouki, pediu desculpas publicamente à jovem que denunciou dois policiais por estupro e foi acusada de ‘atentado ao pudor’, informou nesta sexta-feira a agência estatal TAP. Segundo esta, Marzouki recebeu a jovem e seu noivo, que estava com ela no momento do ataque, no palácio presidencial na quinta-feira e classificou o incidente como ‘uma injúria que afetou todos os tunisianos’.

Saiba mais:

Saiba mais: Tunisianos protestam por direitos da mulher e contra governo

“É um infortúnio que coisas desse tipo aconteçam em qualquer parte do mundo e é completamente inaceitável que ocorra na Tunísia”, disse o presidente. O tratamento dado à jovem pelas autoridades levou centenas de tunisianos às ruas para protestar contra as falhas das leis criminais no país.

“Acompanharemos de perto o desenrolar do caso para que nenhum interesse político se sobressaia sobre o cumprimento da lei para recuperar a confiança dos tunisianos na Justiça e na polícia”, afirmou a Presidência em comunicado. “Não haverá qualquer tolerância a estupradores e àqueles que ocultam os crimes na Tunísia”, completou o comunicado.