Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Prêmios Orwell de Jornalismo Político anunciam os 19 indicados

Londres, 24 abr (EFE).- Os crimes virtuais, a Guerra do Ópio e o caso de um assassino em série no Japão são alguns dos temas dos 19 trabalhos candidatos aos prêmios britânicos de jornalismo político Orwell, anunciados nesta terça-feira em Londres.

Os prêmios, que serão anunciados em 23 de maio e que se dividem nas categorias de livros, jornalistas e blogs, perseguem, como gostam de repetir os organizadores, a máxima do escritor George Orwell de ‘fazer da escrita política uma arte’.

No que diz respeito aos livros, são candidatos Siddhartha Deb por ‘The Beautiful and the Damned: Life in the New India’, que aborda as enormes mudanças produzidas na sociedade indiana nos últimos anos e Misha Glenny por ‘Dark Market’, no qual o autor de ‘McMafia’ mergulha nos crimes virtuais.

Toby Harnden é indicado por ‘Dead Men Risen’, a história de dois soldados galeses no Afeganistão e Richard Lloyd Parry por ‘People who eat darkness’ uma ampla reportagem sobre o assassinato de uma jovem britânica em Tóquio, que o autor cobriu como correspondente na Ásia para o jornal ‘The Times’.

Além disso, Julia Lovell concorre ao prêmio por ‘The Opium War’ e Gavin Knight por ‘Hood Rat’, com o qual mergulha na cultura dos grupos nômades de Manchester.

Os prêmios Orwell, entregues desde 1994, reconheceram no campo do jornalismo político três jornalistas do jornal ‘The Guardian’: Edward Docx, Amelia Gentleman e Paul Lewis.

Além disso, entre os candidatos estão Simon Kuper, do ‘Finanical Times’, Daniel Finkelstein, do ‘The Times’ e David James Smith do ‘Sunday Times’.

Sete blogs – uma categoria criada em 2009 – foram indicados, seis deles são independentes, produzidos sem vinculação com nenhuma publicação. EFE