Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Premiê britânica quer acelerar processo de Brexit

A primeira-ministra Theresa May quer ativar a cláusula de saída do bloco europeu no início de 2017

A primeira-ministra britânica, Theresa May, está acelerando o processo de saída do Reino Unido da União Europeia após previsões apontarem que haveria atraso nas etapas previstas para a concretização do Brexit, informou a imprensa inglesa neste domingo. De acordo com os jornais, May marcou uma reunião com os ministros para a próxima quarta-feira, e pedirá para que eles elaborem planos bem detalhados para cada área a fim de evitar problemas para a população na negociação com Bruxelas.

Leia também
O Reino Unido está fora da União Europeia. E agora?
Entenda as consequências políticas da saída do Reino Unido da UE

Segundo o Sunday Telegraph e o The Observer (edição dominical do jornal The Guardian), essa medida quer evitar que líderes de pastas importantes que eram contrários ao Brexit atrapalhem o processo de saída do país do bloco econômico. Apesar de a população já ter optado pela saída, o Reino Unido ainda não ativou a cláusula 50 do Tratado de Lisboa, que dá o início oficial para a saída de uma nação do bloco europeu. Segundo a própria May, essa ativação ocorrerá no início de 2017.

(Com ANSA)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ederson Rocha #ContenteTV #Bolsonaro2018

    O pessoal alardeia tanto o Brexit mas não para pra pensar que os britanicos não fez mais do que requerer parte de sua soberania que estava sendo atropelada pelo bloco europeu, por exemplo, quando a UE EXIGIU uma quantidade minima de imigrante para cada país do bloco, isso por si só é um tapa na cara de um povo, de sua capacidade de decidir sobre si mesmo se aceita ou não algo relacionado a sua vida em determinada faixa de tempo! Não me venham falar que eles são xenófobos, pois o prefeito eleito de Londres é muçulmano, e mesmo que o fossem, eles como unidade podem ser contra receber outros povos, apesar de isso ser péssimo para o crescimento e desenvolvimento de um país!

    Curtir

  2. Ué, a matéria poderia ter, no mínimo, mencionado que a economia britânica teve desempenho muito melhor do que o esperado pelos detratores do Brexit, após o referendo.

    Curtir