Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pequim e Tóquio impulsionarão cooperação financeira também em fundos ao FMI

Pequim, 20 fev (EFE.- China e Japão se comprometeram a impulsionar a cooperação financeira e responder conjuntamente ao pedido do Fundo Monetário Internacional (FMI) de duplicar seus fundos para eventualmente enfrentar a crise da zona do euro, informou nesta segunda-feira o jornal ‘Global Times’.

O compromisso surgiu na reunião do vice-primeiro-ministro chinês, Wang Qishan, e o ministro de Finanças japonês, Jun Azumi, de visita à China, realizada no domingo.

‘A cooperação financeira é uma parte importante da cooperação bilateral entre ambos os países’, disse Azumi, segundo o jornal.

O vice-primeiro-ministro chinês mostrou seu desejo de que responsáveis das economias chinesa e japonesa intensifiquem os contatos para comunicação e coordenação para aprofundar a colaboração financeira.

Assim, disse, poderão analisar ativamente pacotes de cooperação em comércio e investimento nas respectivas moedas com o objetivo de desenvolver seus mercados financeiros de maneira saudável e estável.

‘Levando em conta que a situação econômica mundial atual continua sendo muito complicada e pouco amigável, é tarefa prioritária de todos os países garantir a recuperação da economia global,’ destacou Wang.

Como duas das economias líderes e membros do Grupo dos Vinte (G20), China e Japão devem fazer esforços conjuntos com os demais membros do G20 para garantir o sucesso da cúpula em junho de Los Cabos (México) e impulsionar reformas do sistema econômico e financeiro internacional a fim de impulsionar a recuperação e o crescimento mundial, destacou. EFE