Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Partido de Emmanuel Macron consegue maioria no Parlamento

Ministério do Interior disse que, com 513 lugares já definidos, de 577 lugares, o partido do presidente e seus aliados já possuem 303 cadeiras

Dados oficiais mostram que o partido centrista do presidente francês Emmanuel Macron ganhou uma maioria absoluta na câmara baixa do Parlamento. O Ministério do Interior disse nesta noite que, com 513 lugares já definidos na Assembleia Nacional, de 577 lugares, o partido de Macron e seus aliados já possuem 303 cadeiras. Isso já está além dos 289 lugares necessários para a maioria absoluta.

Embora folgada, a vitória é inferior às previsões de pesquisas recentes que chegaram a apontar até 470 assentos aos centristas. Os republicanos conservadores e seus aliados estão em segundo lugar com 124 assentos, de acordo com os números do ministério.

Essa votação destacou-se por um índice recorde de abstenção, que deve ultrapassar os 56%, segundo os institutos de pesquisa. A vitória anunciada do partido do presidente, juntamente com um desinteresse crescente pela política, dissuadiu muitos eleitores de comparecer às urnas.

A mudança na Assembleia Nacional salta aos olhos: metade dos novos deputados nunca ocupou cargos legislativos e procede da sociedade civil, haverá muitos mais jovens e mulheres, e uma maior diversidade étnica.

A chanceler Angela Merkel está satisfeita com a vitória de Macron nas eleições parlamentares da França. O porta-voz de Merkel, Steffen Seibert, usou o Twitter para felicitar Macron por sua “maioria parlamentar clara”. Ele disse que espera continuar a “boa cooperação para a Alemanha, a França, a Europa”.

(Com AFP e Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Antonio Pedro

    Centrista é meus ovos!

    Curtir

  2. Ué, cade aqueles 450 congressistas que o Guga Chacra e os jornalistas da Globo diziam que o Macron teria? Infelizmente não dá mais para acreditar em jornalistas da Globo. Parei de assistir.

    Curtir

  3. João Reghin Neto

    Mas que beleza, hein ? Os Billdebergs dominando a França.

    Curtir