Oposição impõe condições para ratificar pacto fiscal de Merkel

Berlim, 4 mar (EFE).- Os principais grupos de oposição alemães, o Partido Social-Democrata (SPD) e Os Verdes, impuseram algumas condições à chanceler Angela Merkel para assegurar a ratificação do pacto fiscal, já que sua concretização depende de uma maioria de dois terços no Parlamento.

O presidente do grupo parlamentar social-democrata SPD, Frank-Walter Steinmeier, pediu para Merkel iniciar um diálogo imediatamente e advertiu que a ratificação do pacto fiscal não pode ser dada como segura.

Steinmeier exige que Merkel apresente um cronograma preciso para o processo de ratificação e que também precise o volume de capital que terá o Mecanismo Europeu de Estabilização (MEDE).

Já o líder dos Verdes no Parlamento, Jürgen Trittin, disse que a ratificação deve ser acompanhada de um imposto às transações financeiras em toda a eurozona.

Para conseguir uma maioria constitucional de dois terços nas duas câmaras, exigidas por se tratar de uma lei que cede soberanias à União Europeia, Merkel depende do apoio da oposição. EFE