Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

ONG americana trata crianças albinas mutiladas na Tanzânia

No país africano, acredita-se que membros de pessoas com albinismo atraem boa sorte

Com as eleições se aproximando na Tanzânia, aumenta a preocupação de que candidatos possam estar envolvidos no assassinato de pessoas albinas para retirar partes de seus corpos. Segundo uma tradição da feitiçaria local, membros decepados de pessoas com albinismo seriam como talismãs e, dessa forma, teriam o poder de atrair sorte aos candidatos na corrida eleitoral. De acordo com a ONU, nos últimos quinze anos, pelo menos 75 albinos foram mortos na Tanzânia.

Uma ONG americana chamada Global Medical Relief Fund, fundada em 1997, doa próteses feitas sob medida a crianças que perderam membros em áreas em crise. Dentre as crianças levadas à sede da organização para tratamento, em solo americano, estão muitas albinas vindas da Tanzânia. Após alguns meses de terapia, elas voltam em segurança para suas casas, mas continuam recebendo assistência e novas próteses ao longo de seu crescimento.

Leia também:

Obama pede à África que combata o “câncer da corrupção”

Angola, o país onde as crianças mais morrem

Nigéria proíbe mutilação genital feminina antes de troca presidencial

(Da redação)