Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Novo presidente paraguaio pede que Congresso aprove projetos milionários

O novo presidente paraguaio, Federico Franco, pediu ao Congresso a aprovação imediata de projetos econômicos e sociais de cerca de 500 milhões de dólares para levar adiante seu governo de pouco mais de 13 meses, informaram fontes parlamentares esta quarta-feira.

“São uns 480.000.000 de dólares em projetos que estão nas mãos de vocês”, disse Franco em um discurso perante os presidentes das câmaras de senadores e deputados.

Trata-se de projetos que estavam em estudo nas duas câmaras, referentes a obras de infraestrutura, compra de computadores para professores e crianças, além de projetos para fornecer medicamentos e equipamentos aos centros de saúde em diferentes pontos do país.

“Sem a ajuda de vocês será absolutamente estéril”, afirmou Franco ao ressaltar que seu objetivo será centrado em combater a pobreza.

O liberal Federico Franco era vice-presidente e assumiu a chefia de governo após a queda do presidente Fernando Lugo, destituído na sexta-feira passada pelo Senado após um controverso julgamento político sumário, acusado pela Câmara dos Deputados de “mau desempenho de suas funções”.

De entrada, Franco anunciou na sexta-feira que o governo começará a pagar um salário a 45.000 adultos com mais de 80 anos.

Ele prometeu, ainda, que antes do fim de seu mandato – em 15 de agosto de 2013 – apresentará um censo rural e um cadastro das propriedades existentes no país “para iniciar um sólido programa de desenvolvimento rural sustentável”.

Também revelou que estão avançadas as negociações para a instalação de uma gigantesca fábrica de alumínio, que dará emprego a 7.000 pessoas.

Disse que seu lema será “diálogo e consenso” no trato com os camponeses sem terra, ao prometer que solucionará o conflito que gerou uma matança de 17 pessoas em Curuguaty em 15 de junho passado e precipitou a queda de Fernando Lugo.