Macron e Le Pen trocam críticas no início de debate na França

O candidato independente acusou sua rival de não ter um programa consistente

A candidata ultradireitista à presidência da França, Marine Le Pen, começou o debate televisionado desta quarta-feira com duros ataques contra seu rival, o independente Emmanuel Macron, a quem chamou de “candidato das finanças”. Ele, por usa vez, acusou a nacionalista de carecer de um programa consistente para o país.

“O senhor é o candidato das finanças, da ‘uberização’, da globalização selvagem”, declarou Le Pen, que acusou ainda seu rival de ser “o candidato da continuidade” do mandato do atual presidente, o socialista François Hollande.

Veja também

Por outro lado, a líder da extrema direita se apresentou como “a candidata do povo, de sua cultura, sua civilização, sua unidade, da nação que protege os cidadãos e as fronteiras frente à globalização e ao islamismo”. Marine Le Pen se referiu a seu rival como “ministro”, para ressaltar que Macron foi o titular da pasta de economia entre 2014 e 2016, após ter sido assessor de Hollande.

Macron, por sua parte, se defendeu evidenciando a falta de finesse de sua rival e sua ausência de desejo de buscar “um debate democrático”. “A senhora é a autêntica herdeira, de um sobrenome, de um partido, de um sistema que prospera no enfado dos franceses. Há 40 anos temos os Le Pen candidatos à eleição”, comentou Macron.

O candidato independente assegurou ainda que Marine Le Pen não tem um programa para conduzir a França e que “se sustenta em mentiras”. “A senhora continue com seus insultos, eu acredito que a questão é saber se os franceses querem o espírito de derrota que a senhora encarna (…) ou o da conquista que sempre deu triunfos aos franceses”, destacou Macron.

(Com EFE)