Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Liberais egípcios ameaçam boicotar futura Assembleia Constituinte

Cairo, 12 jun (EFE).- Vários partidos liberais egípcios ameaçaram nas últimas horas boicotar a Assembleia Constituinte, cujos membros o Parlamento deve escolher nesta terça-feira em uma sessão extraordinária.

Um porta-voz do liberal Partido Egípcios Livres, Sherif Samir, disse hoje à Agência Efe que sua formação política decidiu não participar da assembleia ‘porque algumas formações islamitas querem dominá-la’.

O parlamentar independente Emad Gad, por sua vez, afirmou hoje em declarações à televisão estatal que outros grupos, como o liberal Partido Social Democrata, o esquerdista Tagamo e o nacionalista Al Karama, rejeitam participar pelo mesmo motivo.

‘Como se pode fazer uma Constituição enquanto faltam representantes das tendências liberais e esquerdistas?’, questionou Gad.

O diário estatal ‘Al-Ahram’ anuncia hoje a aprovação no Parlamento da lei que estipula as normas para escolher os membros da Assembleia Constituinte, que devem representar os diferentes setores da sociedade.

Um grupo de 16 deputados de diferentes partidos anunciou em comunicado sua rejeição ao projeto de lei e ameaçou não participar da assembleia, indica o rotativo, sem especificar as formações a que pertencem.

O boicote pode pôr em perigo o funcionamento do comitê, já que a anterior Assembleia Constituinte foi invalidada em abril passado por um tribunal depois que 25% de seus membros, em sua maioria liberais, decidiram não participar dela por considerar que estava dominada pelos islamitas e não representava todos os setores da sociedade.

No último dia 7, a Junta Militar e os representantes das forças políticas acordaram que o Parlamento realizasse uma sessão hoje para formar uma nova Assembleia Constituinte, após alcançarem um consenso sobre a fórmula para designar os membros da mesma. EFE