Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ivanka substitui Trump em mesas no G20 e provoca críticas

Empresária ficou calada em conversas que incluíam Vladimir Putin, Angela Merkel, Theresa May e outros líderes mundiais

Donald Trump elegeu a filha Ivanka como sua substituta em determinados momentos do G20. A modelo e empresária de 35 anos foi vista em duas ocasiões como representante dos Estados Unidos. Em uma das mesas, a loira aparece ao lado dos presidentes chinês Xi Jinping, russo Vladimir Putin e turco Recep Tayyip Erdoğan, a chanceler alemã Angela Merkel e a primeira-ministra britânica Theresa May.

A falta de experiência e credenciais de Ivanka provocou críticas na internet e da imprensa americana. “Por que diabos Ivanka está sentada no lugar do papai nas reuniões do G20? Quais são suas qualificações? Quem votou nela?”, escreveu o colunista do New York Times Charles Blow. A jovem também foi chamada de “socialite despreparada”, enquanto seu pai foi apontado como irresponsável pela substituição. “O presidente dos EUA deveria estar lá para nos representar e não dar à filha a chance de brilhar ao sol”, disse a deputada democrata Maxine Waters, ao canal MSNBC.

Um porta-voz de Ivanka disse que ela assistiu às reuniões sentada ao fundo e que ocupou o lugar do pai em momentos rápidos, em que ele saiu da sala. Uma das reuniões liderada por Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial, tinha como tema problemas de saúde e migração de africanos.

Segundo o jornal The Guardian, todos os líderes levam representantes para quando for necessária uma substituição momentânea. Sobre o assunto, Merkel desconversou. “As delegações decidem quem são os substitutos se o presidente não puder comparecer. Ivanka é parte da delegação americana e está engajada em iniciativas da Casa Branca”, finalizou.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Mas o que é que isso? Esse homem ( trump) está se mostrando um verdadeiro ditadorzinho latino e não um presidente da maior potência do mundo! Que ultraje, que insensatez!

    Curtir

  2. Ela é assessora do pai e na ausência do titular, neste caso o Trump que teve de ir a um encontro bilateral, é perfeitamente legal a substituição pela asessora.

    Curtir

  3. Nathan Khornnes

    O papai Trump fora ao WC, ou não pode, se ele não levou uma sonda para tal? A deslumbrada da filha quer um spotlight pra vender sua grife.

    Curtir

  4. a cantilena de sempre dos dos esquerdopatas lobotomizados. IVANKA TRUMP é parceira do pai em tudo, nas empresas e na presidência está sendo preparada para subsFtituí-loe será a primeira mulher presidente dos EUA. Mas os idiotas de plantão ficam de bullying. esta fake news veja não é diferente. os jornazistas despreparados, os petralhas americanos, não perdem oportunidade lá e aqui os imbecis.TRUMP foi brilhante e TEMER também….mas os invejosos e incompetentes aqui acham que podem opinar nas decisões e faltas deles. Por que será que os jornazistas vagabundos da revista não estão no lugar da presidencia nem os críticos CNN FAKE NEWS estão na CASA BRANCA….nem nas audiências com a imprensa eles permaneceram mas foram expulsos por serem mal caráter e mentirosos.

    Curtir

  5. Márcio Alves de Almeida

    Se eu estivesse à mesa, iria, sem dúvidas, preferir a presença da Ivanka.
    Ela é bela e inteligente, enquanto o pai é uma figura feia e que só diz bobagens.

    Curtir

  6. Guilherme Silva

    Lendo do fim para o começo:
    4º parágrafo; The Guardian: isso é normal, Merkel: isso é normal.
    3º; declaração dela: foram por breves momentos.
    2º; choradeira de internet, cricas da mídia de oposição e da oposição.
    1º; o fato em si, com direito a um “a loira”, no estilo sessão fofocas da TV, e uma listagem de nomes dos chefes de governo para não ficar só com 2 linhas e meia.

    Curtir