Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Isaac perde força, mas enchentes preocupam Nova Orleans

Diversos diques estão em sua capacidade máxima. Presidente Barack Obama declarou situação de desastre nos estados da Louisiana e do Mississippi

Após ser reduzido de furacão para tempestade tropical, o Isaac continua perdendo força enquanto avança lentamente sobre a costa americana banhada pelo Golfo do México. Um dia depois de produzir ventos de até 130 quilômetros por hora, a tempestade agora produz rajadas de 90 quilômetros horários e se movimenta a cerca de sete quilômetros por hora, velocidade que deve se manter nesta quinta-feira.

Leia também:

Vice de Romney ataca Obama e promete: ‘Vamos liderar’

Passado o momento da chegada do Isaac aos EUA, o que mais preocupa as autoridades americanas é o grande volume de chuvas, que castigam Nova Orleans e amplas regiões dos estados da Louisiana e Mississippi. As enchentes já deixaram diversos diques inundados em sua capacidade máxima, mas nenhum deles se rompeu, como aconteceu durante a trágica passagem do furacão Katrina, há sete anos. Mas a expectativa é de que a água continue a subir no decorrer da madrugada. Por isso, equipes de resgate se apressam para retirar de áreas de risco milhares de pessoas.

De acordo com o gabinete do governador da Louisiana, Bobby Jindal, 1.500 pessoas já foram evacuadas, mas outras 1.500 ainda precisam ser levadas a locais seguros. O estado disponibilizou 89 ônibus para realizar o transporte até abrigos. A rede americana CNN alerta que a situação é especialmente preocupante no distrito de Plaquemines Parish, a sudeste de Nova Orleans, onde 3.000 pessoas permancem em uma área próxima a um dique que pode transbordar a qualquer momento. A Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema, na sigla em inglês) estima que a Cruz Vermelha dos Estados Unidos abriga mais de 5.200 pessoas em 80 centros disponibilizados em seis estados, desde a Flórida até o Texas.

Desastre – Em campanha pela reeleição, o presidente dos EUA, Barack Obama, declarou nesta quarta-feira situação de desastre na Louisiana e Mississippi e ordenou ajuda federal para complementar os esforços de recuperação estaduais e locais nas áreas afetadas pelo Isaac, informou a Casa Branca em um comunicado. O financiamento federal estará disponível para os estados, determinados governos locais e algumas organizações sem fins lucrativos em uma base de partilha de custos, destinada para emergências e medidas de mitigação de risco, segundo a nota.

O centro do Isaac se encontra 95 quilômetros ao oeste de Nova Orleans e 50 quilômetros ao sul de Baton Rouge, capital da Louisiana. No total, há cerca 400.000 casas e lojas sem luz só no estado, o mais afetado pelo fenômeno climático – se levados em conta outros estados, como o Mississippi e o Alabama, esse número dobra.

Leia mais:

Isaac para 93% da produção de petróleo dos EUA no Golfo

(Com agências Estado e EFE)