Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo Trump acaba com projetos criados por Michelle Obama

Um dos programas que será descontinuado é de incentivo a educação de meninas adolescentes

O governo do presidente Donald Trump vai acabar com duas iniciativas voltadas para a infância e a adolescência desenvolvidas pela ex-primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama. Um dos programas que será descontinuado imediatamente é o “Let Girls Learn”, ou “Deixem as garotas estudar”, em português, de incentivo à educação de meninas adolescentes.

O “Let Girls Learn” foi desenvolvido por Michelle Obama para facilitar as oportunidades de estudo para adolescentes em 50 países em desenvolvimento e começou a funcionar em 2015. Para promover o projeto, Michelle fez diversas viagens para alguns dos países auxiliados, como Marrocos e Libéria.

De acordo com documentos sigilosos descobertos pela emissora CNN, alguns aspectos do programa ainda serão mantidos, mas os funcionários do projeto foram instruídos a parar de usar o nome “Let Girls Learn” e foram informados de que a iniciativa havia acabado.

Alimentação saudável nas escolas

Outra inciativa de Michelle Obama, focada em melhorar a qualidade nutricional das refeições servidas nas escolas públicas americanas, também foi substituída. Segundo novas medidas anunciadas nesta segunda-feira pelo secretário da Agricultura, Sonny Perdue, o Programa Nacional de Almoço na Escola será flexibilizado.

Dessa forma, os padrões que obrigam as escolas a servirem alimentos com baixas quantidades de sódio e leite com pouca gordura foram revogados. Ainda assim, a exigência de que as refeições devem ser ricas em grãos foi mantida.

Esforços da administração Obama

Antes de deixar o cargo, em outubro de 2016, o ex-presidente Barack Obama tentou garantir que o programa “Let Girls Learn” fosse mantido pela nova administração. A Casa Branca anunciou doações de 5 milhões de dólares do setor privado para a iniciativa, aumentando o orçamento total do projeto para mais de 1 bilhão de dólares. A esperança era ressaltar o sucesso do programa para que a próxima administração o sustentasse.

O fim do projeto coincide com o período em que Melania Trump começa a definir suas próprias plataformas de ação como primeira-dama. Embora ela não tenha anunciado formalmente suas intenções, o empoderamento das mulheres e o acesso à educação para mulheres e meninas estão surgindo como áreas-chave na Casa Branca e, possivelmente, em suas futuras iniciativas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Odilon Moreira

    não se poderia esperar coisa sensata da besta de cabelos laranja .

    Curtir

  2. se o presidente TRUMP revogou, era porque o programa era incompetente como foram 8 anos de decisões da administração OBAMA, muito barulho pra destruir a América. TRUMP deve acabar com todas as iniciativas do esquerdopata.

    Curtir

  3. Clara Eñelee Kornetz Alves

    Os americanos prezam muito o seu próprio dinheiro, por isso, gostam de saber quem está pagando o quê, ao contrário dos brasileiros, que adoram coisas dadas “de graça”. Geralmente não é de graça, mas pagas com os impostos escorchantes que o Governo nos impõe. “Não existe almôço grátis” , frase genial, que o brasileiro burrão não entende.

    Curtir

  4. Alberto Ahrens

    This program functions like a petista….. full …but does nothing productive.

    Curtir