Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA confirmam que Irã condenou americano à morte

Os Estados Unidos revelaram nesta terça-feira que diplomatas da Suíça, que defendem os interesses americanos no Irã, confirmaram a condenação à morte do ex-marine Amir Mirzai Hekmati, um cidadão americano de origem iraniana.

“Os diplomatas suíços nos confirmaram o veredicto”, disse a porta-voz do departamento americano de Estado Victoria Nuland, precisando que os Estados Unidos informaram ao governo em Teerã sua rejeição à medida.

Amir Mirzai Hekmati, 28 anos, nascido nos Estados Unidos em uma família iraniana, foi “sentenciado à morte por cooperação com um país hostil, por pertencer à CIA e por tentar implicar o Irã no terrorismo”, sentenciou um juiz de Teerã.

Hekmati tem 20 dias para apelar, disse o promotor-chefe, Gholam Hossein Mohseni, citado pela agência de notícias Isna.

O acusado, detido meses antes, apareceu em meados de dezembro na televisão estatal, afirmando em farsi e inglês fluentes que era um agente da CIA enviado para se infiltrar no Ministério de Inteligência iraniano.