Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA condenam violência da polícia no Egito

Os Estados Unidos condenaram nesta terça-feira o “uso excessivo da força” por parte da polícia do Egito e exigiram que o governo desse país proteja o direito de manifestação.

“Condenamos o excesso de força empregado pela polícia e pedimos ao governo egípcio que tenha o máximo de moderação a fim de disciplinar suas forças de ordem e garantir o direito universal de todos os egípcios de se manifestar pacificamente”, disse a porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland.

“Os Estados Unidos continuam muito preocupados com a violência no Egito”, ressaltou Nuland, que considerou “tranquilizador” o anúncio de que as eleições legislativas serão iniciadas no dia 28 de novembro, como previsto, e de eleições presidenciais para julho de 2012..

Dezenas de milhares de manifestantes se reuniram nesta terça-feira na Praça Tahrir do Cairo para exigir a saída dos militares do poder, após a repressão dos protestos que deixaram pelo menos 28 mortos.

A crise no Egito é a maior desde a queda do presidente Hosni Mubarak em fevereiro, que provocou grandes revoltas populares.