Doutrina sem doutrina

Com a condução caótica já habitual, Trump fala grosso com a Coreia do Norte, mas parece querer governar na base do improviso

Há duas semanas, o presidente americano Donald Trump disse que tinha mandado uma armada, com vários navios, para a Coreia do Norte. O objetivo era deter as pretensões bélicas e nucleares do ditador Kim Jong-un.

“Estamos mandando uma armada, muito poderosa. Nós temos submarinos, muito poderosos, muito mais poderosos que um porta-aviões”, disse o presidente.

Contudo, o porta-aviões Carl Vinson não estava indo para a Coreia do Norte, e sim para a Austrália.

O blefe pegou mal, foi motivo de chacota e mostra muito de como funciona a política internacional do presidente Trump.

Trump vê o mundo como um grande balcão de negócios, em que ele lida com os países separadamente. Para cada um deles, Trump pretende delinear em cima da hora uma política diferente. O mundo, desse jeito, fica à beira do abismo.

 

Para ler a reportagem na íntegra, compre a edição desta semana de VEJA no iOS, Android ou nas bancas. E aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Tio Do lanche

    O duda essa sua reportagem que parece improviso, querendo achar assunto para falar mal do TRUMP, ele fez mais que Obama sobre o assunto, o coreano ficou caladinho depois disso o a Rússia ficou caladinha, a Síria abaixou a bola… A esquerda caviar mostra que fala muito mas faz pouco pelo povo… Me mostre um país de esquerda que o povo não esteja sofrendo e retiro esse meu comentário..

    Curtir

  2. Ronalde Segabinazzi

    Trump é o próprio improviso, como ele não tinha certeza de vencer as eleições e venceu, tudo depois foi feito de improviso, inclusive seu secretariado.

    Curtir

  3. duda, traficante de mentes, essa sua reportagem que parece improviso, querendo achar assunto para falar mal do TRUMP, ele fez mais que Obama sobre o assunto, o coreano ficou caladinho depois disso o a Rússia ficou caladinha, a Síria abaixou a bola… A esquerda caviar mostra que fala muito mas faz pouco pelo povo… Me mostre um país de esquerda que o povo não esteja sofrendo e retiro esse meu comentário..

    Curtir

  4. Jorge Costa Rêgo

    Trump eu conheço: um presidente eleito num processo democrático da maior democracia do mundo. Empresário reconhecido pelas habilidades de de gestor, showman responsável por um dos melhores realitys da TV (pelo menos, os participantes precisam trabalhar para ser o escolhido). Quem é Duda Teixeira na fila do pão?

    Curtir

  5. O Trump não planeja nada mesmo. Todo mundo que trabalha ou trabalhou com ele sabe disso. Ele diz o que quer e a equipe tem que se virar nos trinta pra fazer acontecer.
    Essa imprevisibilidade surpreendente e assusta à muitos.

    Curtir

  6. Esses canal de notícias da veja até que é legalzinho, mas por muitas vezes esses jornalistas fazem matérias e comentários tendenciosos. Esquecem que estão escrevendo para um povo que está cada vez mais antenado no que acontece no globo..
    Um dia desses um tal de Reinaldo Azevedo aí, fez uma matéria metendo
    A lenha no Sérgio moro, até me assustei com o que ví, pensei comigo: esse sujeito esqueceu de tomar o seu remédio e perdeu o juízo!
    Só pode ser isso.
    Então para mim, a princípio só me interesso pela notícia em si, e me entristece muito esse tipo de comentário tendencioso.
    Abrcs galera.

    Curtir

  7. Hugo Desmascarador

    A reportagem que foi bem de improviso heinn …. kkkkk

    Curtir

  8. Adilson Nagamine

    Já barak Hussein Obama falava fino e não fazia coisa alguma.

    Curtir

  9. Osmar Serrragem

    A mídia israelense noticiou, para alívio e surpresa. Os terroristas do Hezbollah, aliados vitais do bandido Assad, retiraram vários batalhões incluindo artilharia e blindados, estacionados ameaçadoramente na região de Kuneitra, na fronteira de Israel, há anos. Claro! O Homem é “imprevisivel”! O Obama banana se foi!

    Curtir

  10. Hattori Hanzo

    A veja virou uma sucia de esquerdistas.

    Curtir