Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Colômbia registra explosões durante Cúpula das Américas

Alvos dos artefatos foram Cartagena, sede do encontro, e a embaixada dos EUA

Pequenas explosões assustaram a Colômbia nesta sexta-feira, enquanto o país sedia a VI Cúpula das Américas. Os incidentes, no entanto, não deixaram feridos.

Primeiro, dois artefatos de baixa potência explodiram em Bogotá, perto da embaixada americana, horas após a chegada do presidente Barack Obama ao país para participar da Cúpula. Os explosivos foram deixados em uma avenida perto da embaixada e não danificaram nenhum prédio nos arredores.

Mais tarde, outras duas bombas explodiram em Cartagena, onde é realizada a Cúpula. Segundo o chefe de segurança da cidade, Rodolfo Palomino, os atentados aconteceram em um terminal de transportes e em um armazém.

Por causa da Cúpula das Américas, a segurança em Cartagena foi reforçada com 17.000 agentes da polícia e militares, além de uma mobilização de helicópteros, uma fragata no porto e robôs antiexplosivos. A prefeitura de Bogotá também suspendeu as aulas em três universidades públicas da capital para prevenir focos de violência pela presença de Obama no encontro.

Na Colômbia operam duas guerrilhas, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), com cerca de 9.200 combatentes, e o Exército de Libertação Nacional (ELN), com outros 2.500.

(Com agências EFE e France-Presse)