Chegada de nevasca ‘histórica’ cancela 3 mil voos nos EUA

Tormenta deve se formar sobre o nordeste americano na noite de hoje e pode trazer um acúmulo de mais de 60 cm de neve nas cidades mais afetadas

Os Estados Unidos aguardam com apreensão a chegada de uma gigantesca nevasca à costa leste do país nesta sexta-feira. A tempestade de inverno deve se formar no nordeste americano, onde estão localizadas as cidades de Nova York e Boston, na noite de hoje e já está sendo considerada pelos meteorologistas como uma das mais fortes das últimas décadas.

‘Potencial histórico’ – O Serviço Meteorológico americano explicou que, em um “cenário complexo”, uma tempestade polar e outra subtropical vão convergir formando uma tormenta com “potencial histórico” sobre o nordeste dos Estados Unidos. A agência alerta que a tempestade deve começar no final da tarde de sexta e atingir sua intensidade máxima na madrugada de sábado, trazendo um acúmulo de mais de 60 centímetros de neve para as ruas. Também são esperados ventos de até 120 quilômetros por hora durante o dia.

Por precaução, mais de 3.000 voos foram cancelados pelas companhias aéreas, a maior parte deles com decolagens marcadas para os aeroportos de Nova York e Boston. Diversas cidades da região anunciaram que suas escolas não vão abrir as portas nesta sexta. O prefeito de Boston, Thomas Menino, pediu que as empresas deixem seus funcionários ficarem em casa. “Usem o bom senso e fiquem longe das ruas”, pediu ele. Segundo a previsão dos meteorologistas, a cidade será a mais afetada pela nevasca.

Em Nova York, que há três meses sofreu com a passagem da tempestade Sandy, também há preocupação. “Nós estamos levando esta tempestade muito a sério”, afirmou Jerome Hauer, do Departamento de Segurança Doméstica e Serviços de Emergência, ao New York Times. Hauer fez um apelo para que os nova-iorquinos fiquem em suas casas na setxa. “Se você não precisa trabalhar na sexta, nós sugerimos que você não vá. E se você precisar ir, sugerimos que volte mais cedo.”

Na noite de quinta, moradores de toda a região nordeste lotaram supermercados e postos de gasolina em busca de suprimentos e combustível para enfrentar um provável período de isolamento por causa da nevasca.