Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Casal russo desaparecido há 12 dias é encontrado morto na França

Paris, 10 jan (EFE).- Dois turistas russos que estavam desaparecidos no maciço do Mont-Blanc foram encontrados mortos na manhã desta terça-feira próximo do ponto onde iniciaram a subida, informou à Agência Efe o Pelotão da Polícia de Alta Montanha de Chamonix (PGHM).

Os jovens começaram a trajetória em 29 de dezembro pela via mais comum e o último sinal de vida constatado pelos militares por meio de seus celulares ocorreu um dia depois.

Identificados pelo jornal local ‘Le Dauphiné Libéré’ como Tatiana Zakharova e Mikhail Zakharov, os dois procuraram o escritório do PGHM em 26 de dezembro para buscarem informações sobre as condições das montanhas e iniciaram a subida apesar de terem sido desaconselhados pelas más previsões meteorológicas.

Segundo o PGHM, estima-se que o casal, que não estava acompanhado por guia, subiu caminhando pelas vias do bonde até o topo da Aiguille du Midi, onde se viu obrigado a dormir ao relento e acabou morrendo de hipotermia.

O PGHM só teve conhecimento do desaparecimento do casal no sábado, quando a família ligou preocupada pelos dois não terem sido encontrados no voo de volta à Rússia.

A busca continuava sendo feita desde então, mas com o passar do tempo havia poucas esperanças de encontrá-los com vida, acrescentou o PGHM, que contou com a ajuda de helicópteros na operação.

A rota seguida pelo casal é, de acordo com o PGHM, muito frequentada no verão, mas no inverno sua dificuldade aumenta consideravelmente, já que os dias são mais curtos e a neve esconde algumas das sinalizações usadas pelos alpinistas. EFE