Capa da ‘New Yorker’ provoca polêmica

As campanhas dos senadores Barack Obama e John McCain finalmente entraram em acordo sobre alguma coisa — tanto para democratas como para republicanos, a capa da última edição da revista americana The New Yorker é uma brincadeira de mau gosto. A capa mostra o candidato democrata à presidência americana vestido como se fosse um radical muçulmano, com um turbante na cabeça e babucha nos pés, cumprimentando a mulher Michelle com uma kalachnikov pendurada no ombro, e uma bandeira americana queimando na lareira. No muro, um cartaz do chefe da Al-Qaeda, Osama bin Laden. De acordo com a revista, uma das publicações mais prestigiosas dos EUA, a intenção da caricatura era criticar “a campanha de medo e desinformação” de que Obama é vítima. Os assessores de Obama, porém, classificaram o desenho de “ofensivo e de mau gosto”. O porta-voz do candidato republicano, Tucker Bonds, disse que a equipe do senador do Arizona estava “inteiramente de acordo” com a indignação do comitê de campanha de Barack Obama.