Bush proíbe negociações com Zimbábue

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ampliou nesta sexta-feira as sanções ao governo de Robert Mugabe, presidente do Zimbábue. Além disso, determinou a adoção de medidas para congelar os bens de 17 empresas estatais sob jurisdição americana no país. “É resultado direto do fato de o regime de Mugabe continuar a incentivar a violência”, afirmou Bush em comunicado. Mugabe venceu as eleições presidenciais em junho, mas o processo foi condenado por países do Ocidente e boicotado pelo líder oposicionista Morgan Tsvangirai, que acusou o governo de intimidar a população antes do pleito.

O Departamento do Tesouro dos EUA informou que os americanos serão proibidos de negociar com empresas como o Banco de Desenvolvimento Agrícola do Zimbábue e companhias dos setores mineral, têxtil, químico e outros. O governo americano disse que só acaba com o embargo se um novo governo for eleito com legitimidade.

(Com agência Reuters)