Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bombas matam ao menos 20 no Iraque

Duas explosões suicidas coordenadas mataram ao menos 20 pessoas, nesta quarta-feira, em um ataque que aparentemente teve como alvo autoridades do governo no oeste do Iraque.

O governador da província de Anbar, Qassim Mohammed, foi levado para o hospital após o segundo ataque, ocorrido perto da sede do governo em Ramadi, capital da província de maioria sunita. A rede estatal de TV Al-Iraqiya chegou a afirmar que ele tinha sido morto, mas o vice-governador Hikmet Khalaf disse à agência Reuters que Mohammed está vivo e tinha sido levado ao hospital.

A polícia de Ramadi disse que os ataques aconteceram com um breve intervalo na cidade, localizada a 100 quilômetros de Bagdá. Entre os mais de 100 feridos, muitos são integrantes das forças de segurança iraquianas. Segundo a TV estatal, um membro do conselho da província e um sub-chefe de polícia foram mortos nas explosões.

Ataques coordenados – O coronel da polícia Jabbar Ajaj disse que a primeira explosão, na qual um suicida detonou explosivos em um veículo, foi seguida logo após por um segundo ataque, dessa vez realizado por um homem a pé.

Uma fonte de um hospital disse que, após o primeiro ataque realizado perto da sede do governo, o governador deixou seu gabinete bastante machucado. Um dos suicidas estaria trabalhando como segurança do governador, de acordo com a TV Iraqiya. A polícia confirmou que Mohammed era um dos alvos do ataque.

A província de Anbar, coração da insurgência sunita iraquiana após a invasão liderada pelos EUA que derrubou Saddam Hussein, se tornou um lugar relativamente seguro após um acordo entre líderes tribais e as forças de segurança que combateram a Al Qaeda na região em 2006. Mas, uma onda de recentes ataques despertaram preocupações de aumento da violência antes das eleições do país, marcadas para março.

(Com agência Reuters)