Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bombardeio contra Sudão do Sul deixa 16 mortos

Ataques da aviação do Sudão contra o Sudão do Sul provocaram a morte de 16 pessoas e feriram outras 34 no estado de Unidad, na fronteira entre os dois países, informou nesta terça-feira a embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Susan Rice.

A diplomata cita um boletim entregue pela Missão da ONU no Sudão (MINUS) durante a reunião do Conselho de Segurança dedicada à crise sudanesa.

Os bombardeios também causaram “importantes danos” às infraestruturas da zona, em especial às instalações petroleiras.

Na madrugada desta terça-feira, aviões sudaneses atacaram as localidades de Panakwach e Lalop, no Sudão do Sul, além do posto de fronteira de Teshwin, revelou o governador do estado de Unidad, Taban Deng.

O Conselho de Segurança exigiu o “fim imediato dos bombardeios aéreos” por parte de Cartum, “um cessar-fogo imediato e o regresso à mesa de negociações”, revelou Rice, que preside o órgão da ONU em abril.