Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ashton ressalta ambiente positivo na negociação nuclear com Irã

Istambul, 14 abr (EFE).- A alta representante para Relações Exteriores e Polícia de Segurança da União Europeia (UE), Catherine Ashton, elogiou neste sábado o ambiente favorável no início das negociações sobre o programa nuclear do Irã, neste sábado em Istambul.

Em comunicado divulgado pelo escritório de Ashton, a chefe da diplomacia europeia assinalou que na sexta-feira à noite reuniu-se com o chefe da delegação iraniana, Saeed Jalili, e que o jantar transcorreu ‘em ambiente muito positivo’.

Michael Mann, porta-voz de Ashton, transmitiu a mesma impressão em breve coletiva à imprensa 1h depois do começo, às 5h10 (de Brasília), das negociações entre Irã e o Grupo 5+1, formado por Alemanha, China, França, Estados Unidos, Reino Unido e Rússia.

‘O importante é consolidar uma base para progredir nas negociações que possam ter continuidade nas próximas reuniões’ destacou Mann, embora não concretizou se esse segundo encontro ocorrerá em Bagdá, como o Irã sugeriu nesta semana.

‘É um ponto que terá de ser decidido na reunião de hoje (sábado)’, afirmou.

Comparando a reunião deste sábado com o último encontro, em janeiro de 2011, o porta-voz de Ashton ressaltou que a desta vez caminha melhor, já que a reunião anterior ‘terminou sem resultados’.

‘Neste ano foram impostas duras sanções ao Irã que não estavam em vigor no ano passado, acreditamos que esses fatores podem ser favoráveis para se alcançar um acordo’, analisou. ‘Pedimos ao Irã que esteja aberto nesta negociação’, concluiu.

Ashton havia expressado em seu comunicado a esperança de que hoje seja possível ver ‘o início de um processo consolidado’ e indicou que o objetivo da reunião é ‘encontrar uma maneira de criar confiança’ para mostrar que o ‘Irã se afasta de um programa de armas nucleares’.

‘Debati com meus colegas de outros países sobre o que podemos fazer, mas tudo depende em grande parte do que o Irã põe na mesa hoje’, opinou o diplomata europeia.

Ashton garantiu que em janeiro de 2011 o Irã não respondeu às propostas feitas para gerar confiança, mas insistiu que essas ofertas continuam na mesa.

A diplomata reconheceu que o país asiático tem direito de usar a energia atômica com fins civis, mas insistiu que Teerã cumpra seu compromisso como Estado signatário do Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Ahmet Davutoglu, anfitrião da reunião, tem esperança de que neste sábado tenha boas notícias ao fim do encontro. EFE