Tarja para o tema Massacre no Realengo
 

07 de Abril de 2011

 

Massacre em Realengo

Tragédia em escola no Rio de Janeiro

Wellington Menezes de Oliveira invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira e abriu fogo contra os alunos na manhã desta quinta-feira. Doze crianças morreram, sendo dez meninas e dois meninos. O atirador cometeu suicídio. Confira as imagens:

  • Multidão em frente a Escola Municipal Tasso da Silveira no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Genilson Araújo/Agência O Globo

  • Fachada da Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Wagner Meier/Fotoarena

  • Dom Orani, Arcebisto do Rio de Janeiro chega a Escola Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Wagner Meier/Fotoarena

  • Dom Orani, Arcebisto do Rio de Janeiro chega a Escola Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Selmy Yassuda

  • Mulher desmaia em frente a Escola Municipal Tasso da Silveira no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Antonio Lacerda/EFE

  • Desespero na fachada da Escola Municipal Tasso da Silveira no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Victor R. Caivano/AP

  • Mulher desmaia em frente a Escola Municipal Tasso da Silveira no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Victor R. Caivano/AP

  • Bombeiro que auxiliou no socorro às vítimas do massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Tasso Marcelo/AE

  • Farda de um bombeiro suja de sangue em frente ao Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro

    Fabio Motta/AE

  • Aluno ferido na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Jadson Marques/EFE

  • Aluno ferido na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Jadson Marques/Agência O Globo

  • Aluno ferido na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Gabreil de Paiva/Agência O Globo

  • Aluno ferido na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    AP

  • Familiares das vítimas da tragédia na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Jadson Marques/EFE

  • Fachada do hospital Albert Schweitzer no Rio de Janeiro, onde alguns dos feridos da tragédia na Escola Municipal Tasso da Silveira foram encaminhados

    Marcelo Sayao/EFE

  • Mulher em frente a um hospital no Rio de Janeiro mostra foto da jovem Larissa dos Santos Atanázio, uma das vítimas da tragédia na Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro

    Marcelo Sayao/EFE

  • A presidente Dilma Rousseff se emocionou em pronunciamento no Palácio do Planalto ao citar a tragédia na Escola Municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro

    Dida Sampaio/AE

  • A presidente Dilma Rousseff se emocionou em pronunciamento no Palácio do Planalto ao citar a tragédia na Escola Municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro

    Dida Sampaio/AE

  • Imagem do assassino, Wellington Menezes de Oliveira, que invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, abriu fogo contra os alunos e se matou

    Reprodução

  • Imagem do assassino, Wellington Menezes de Oliveira, que invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, abriu fogo contra os alunos e se matou

    Jadson Marques/Folhapress

  • Bombeiros carregam o corpo do assassino Wellington Menezes de Oliveira, que cometeu suicídio, após invadir a Escola Municipal Tasso da Silveira e abrir fogo contra os alunos

    Sérgio Oliveira/AFP

  • Trecho da carta deixada por Wellington Menezes de Oliveira, que cometeu suicídio, após invadir a Escola Municipal Tasso da Silveira e abrir fogo contra os alunos

    Reprodução/Agência O Globo

Foto 0 / 22

Ampliar Fotos
 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados