Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Thomaz Bellucci sobe 14 posições no ranking da ATP

Brasileiro alcançou o 22º lugar após boa atuação no Masters 1000 de Madri

Como já se previa, depois de uma semana de boa atuação no Masters 1000 de Madri em que conquistou uma semifinal inédita, Thomaz Bellucci subiu no ranking da ATP. Na lista divulgada nesta segunda-feira, saltou 14 posições, passando do 36º para o 22º lugar. Assim, ele se aproxima de sua melhor colocação até hoje: 21º, no ano passado. O brasileiro é o tenista latino-americano melhor colocado no momento.

Depois de superar nomes de peso, como Andy Murray, o quarto melhor do mundo, a ótima participação do brasileiro no torneio espanhol foi interrompida na disputa com o Novak Djokovic – mas não sei antes fazer o segundo melhor do mundo (e grande destaque da temporada) passar apertos. Bellucci conseguiu sair na frente, mas acabou sofrendo a virada do sérvio, que acabou levando o título da competição, após derrotar o primeiro do ranking, Rafael Nadal.

Ao contrário do que aconteceu no duelo com Bellucci, Djokovic ganhou de Nadal com folgas. Apesar da derrota, Bellucci deixou seu técnico, Larri Passos, ex-treinador de Gustavo Kuerten, muito emocionado. Ao final da partida, Larri o abraçou e caiu em lágrimas. O 22º tenista do mundo também encheu os brasileiros de esperança.

Roma – Agora, ele tem pela frente o Masters 1000 de Roma, onde começa enfrentando o italiano Paolo Lorenzi, número 148º no ranking da ATP, nesta terça-feira. A barreira dos top 20, no entanto, não deve ser ultrapassada nesta semana, pois se ele passar pelo confronto de estreia, terá de enfrentar logo em seguida ninguém menos do que o melhor do mundo.

Os outros tenistas brasileiros não sofreram muitas alterações no ranking. Ricardo Mello caiu três postos e é o 89º, Rogério Silva é o 140º, logo à frente de Marcos Daniel, 145º, e João Souza, o Feijão, 146º, que fecham os 150 melhores. Confira parte do ranking:

1. Rafael Nadal (ESP) – 12.470 pontos

2. Novak Djokovic (SER) – 10.665

3. Roger Federer (SUI) – 8.900

4. Andy Murray (GBR) – 5.905

5. Robin Soderling (SUE) – 5.265

6. David Ferrer (ESP) – 4.420

7. Tomas Berdych (RCH) – 4.035

8. Jürgen Melzer (AUT) – 3.020

9. Gael Monfils (FRA) – 2.645

10. Nicolás Almagro (ESP) – 2.495

22. Thomaz Bellucci (BRA) – 1.430