Sollys concentra prêmios individuais e Fabíola é a melhor da final

Campeão da Superliga, o Sollys/Nestlé foi também o time que conquistou mais prêmios individuais dados pela Confederação Brasileira de Vôlei às melhores jogadoras da competição em cada fundamento. Dos seis troféus oferecidos pela entidade, o time de Osasco ficou com três.

O Sollys conquistou a Superliga pela quinta vez, com uma vitória sobre a Unilever, no Maracanãzinho, por 3 sets a 0, parciais de 25/14, 25/18 e 25/23, neste sábado.

A primeira atleta do Sollys a receber uma premiação individual foi Adenízia, considerada a melhor bloqueadora da Superliga. A líbero do time Camila Brait também foi eleita dona da melhor recepção da competição nacional. Quem fez festa dupla foi Fabíola, melhor levantadora do torneio e escolhida principal jogadora da decisão contra a Unilever, neste sábado.

‘Cresci bastante, joguei bem e estou amadurecendo, mas tenho que melhorar mais, conquistar mais coisas. Estou muito feliz com tudo que essa equipe conquistou no campeonato todo. Era nosso compromisso cada uma dar um pouco a mais para a gente ser campeã. Não estou nem acreditando ainda que sou campeã da Superliga’, comemorou Fabíola.

Apesar da derrota na final, a Unilever teve em Sheilla a atleta com mais premiações individuais da Superliga. A oposto da Seleção Brasileira foi eleita dona do melhor saque e melhor ataque da competição. Sassá, do Sesi, ficou com o prêmio de melhor passe do torneio nacional.