Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

São Paulo busca vaga, folga e recorde histórico em Feira de Santana

Um apogeu, termo que Emerson Leão tanto gosta de citar, pode ser atingido pelo São Paulo nesta quarta-feira em Feira de Santana. Contra o Bahia da cidade, a equipe pode somar sua 11vitória consecutiva, igualando a maior sequência alcançada na história do clube. Se for por mais de um gol de diferença, ainda garante a vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil sem a necessidade de fazer o segundo jogo no Morumbi.

Manter a excelente fase na temporada tornará ainda mais significativo o início de ano com as mudanças que a diretoria AXIGIU. Somente duas vezes o Tricolor celebrou 11 triunfos seguidos: em 1943, quando o time de Leônidas da Silva foi campeão paulista, e em 1982, na campanha do vice-campeonato estadual da equipe de Serginho Chulapa.

Se alcançado, o número ratificaria a nova atitude do elenco, tido como desinteressado em 2011. Por isso, Leão pouco fala na sequência, preferindo manter sua filosofia de que ‘uma vitória puxa outra’. Desta forma, embora todos os jogadores manifestem o objetivo de vencer por, ao menos, dois gols de diferença para ter uma semana sem partidas, o técnico pede apenas um triunfo, mesmo que magro.

‘Não temos a obrigação de eliminar o segundo jogo. Temos o dever de sermos merecedores da vitória, o atleta e o treinador vivem disso. Para isso, é necessário pagar um preço muito caro de empenho coletivo e o momento individual de cada um. Conto com a vitória, vamos lá pra isso. Se vamos eliminá-los, não sei’, disse Leão.

Com obstáculo à manutenção da boa fase, além do Bahia de Feira de Santana, o treinador terá mais desfalques que se juntam aos recém-operados Rogério Ceni, Wellington e Cañete. Fabrício, com estiramento na panturrilha direita, está vetado novamente, assim como Edson Silva, que sofre com estiramento na coxa direita.

Na escalação, Paulo Miranda, que teve dificuldades para treinar por conta de dores no joelho e tornozelo esquerdos, deve ser poupado e ficar no banco, deixando João Filipe ao lado de Rhodolfo. No meio-campo, Casemiro pode retomar sua posição ao lado de Denilson, recuperado de gripe, ou seguir na reserva caso Leão opte por colocar Fernandinho no ataque com Lucas e Luis Fabiano.

Do outro lado, não há problemas. Sem desfalques, o Bahia de Feira de Santana, atual campeão baiano, atua animado com sua campanha no Estadual, já que ocupa o quarto lugar, na zona de classificação para as semifinais, apesar da derrota por 3 a 2 para o xará de Salvador no último domingo – o time vencia até os 45 minutos do segundo tempo, mas cedeu a virada.

Otimista, o técnico Arnaldo Lira se recusa a jogar para ‘perder de pouco’ e traça como meta eliminar o São Paulo, o que considera ser mais provável com uma vitória sem sofrer gols nesta quarta-feira. E enumera seus principais trunfos para surpreender os paulistas e garantir o jogo de volta marcado para o dia 19, no Morumbi.

‘Temos o João Neto, um dos artilheiros do Campeonato Baiano, o quarto zagueiro Menezes, o Paulinho Paraíba, outro zagueiro jovem e bom. E nosso grande nome que é o Raylan, o camisa 10’, falou Lira, incentivando o ataque. ‘Não adianta só pensar em marcar o São Paulo. Temos que jogar.’

Para colocar em prática sua ideia, o comandante mexerá em duas posições em relação à escalação derrotada pelo Bahia de Salvador. O goleiro Dionatan e o volante Carlos entram na equipe. O centroavante João Neto, multado em 20% de seu salário por se recusar a ser substituído no domingo, também está garantido.

FICHA TÉCNICA

BAHIA DE FEIRA X SÃO PAULO

Local: Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA)

Data: 11 de abril de 2012, quarta-feira

Horário: 21h50 (de Brasília)

Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)

Assistentes: Carlos Titara da Rocha (AL) e Leonardo Mendonça (ES)

BAHIA DE FEIRA: Dionantan; Tiago Granja, Paulo Paraíba, Menezes e Edson; Carlos, Rogério, Jackson e Raylan; Carlinhos e João Neto

Técnico: Arnaldo Lira

SÃO PAULO: Denis; Piris, Paulo Miranda (João Filipe), Rhodolfo e Cortez; Denilson, Casemiro (Fernandinho), Cícero e Jadson; Lucas e Luis Fabiano

Técnico: Emerson Leão