Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santos massacra Bolívar na Vila e avança às quartas de final

Em uma noite de gala, o Santos registrou uma sonora goleada para cima do Bolívar (Bolívia), de 8 a 0, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. Com cinco gols só no primeiro tempo, o Peixe construiu a sua vitória com gols de Elano (2), Neymar (2), Paulo Henrique Ganso (2), Alan Kardec e Borges. O triunfo levou os santistas às quartas de final da Copa Libertadores da América.

Com a goleada registrada diante de La Academia, o Alvinegro Praiano encara na próxima fase o Vélez Sarsfield, com o primeiro embate em Buenos Aires e o segundo em casa. Antes disso, o time decide o título paulista, contra o Guarani, no próximo domingo, no Morumbi, e pode perder por até dois gols de diferença que será campeão estadual pela terceira vez consecutiva.

O jogo – Apesar de o Bolívar ter começado a partida dando mostras de que não ficaria apenas recuado, procurando explorar os contra-ataques, o Santos tomou as rédeas do jogo e não encontrou dificuldades para abrir o placar, logo no começo da disputa.

Com seis minutos, Neymar ajeitou de cabeça para Elano soltar a bomba, sem chances para o goleiro Argüello. Esse foi o primeiro gol do experiente meia santista no ano, o que fez Elano comemorar bastante o tento.

Empolgado com o bom início, o Peixe quase ampliou aos oito. Neymar lançou a bola para a área, em cobrança de falta, Henrique ajeitou e Argüello, atento, evitou que Alan Kardec completasse para o fundo das redes.

Dominando o confronto, os santistas tiveram mais uma grande chance para marcar, aos 19. Ganso desarmou e tocou para Henrique, que tabelou com Alan Kardec, e correu em direção ao gol. Na hora da finalização, porém, o volante, que atuou improvisado como lateral direito, parou em Argüello.

Mas, se Henrique desperdiçou a sua oportunidade, o Alvinegro Praiano não demorou para ampliar o marcador. Em lance infantil, o arqueiro de La Academia fez pênalti no zagueiro Edu Dracena. Com categoria e tranquilidade na cobrança, aos 21, Neymar anotou o segundo tento do Santos na Vila.

Melhor em campo, o Peixe não demorou para chegar ao terceiro gol e conseguiu tal feito, em grande estilo. Aos 27, Neymar tocou de ‘trivela’ para Paulo Henrique Ganso, de letra, balançar as redes boliviana

Inspirados, os santistas voltaram a marcar, dois minutos depois. Alan Kardec fez boa jogada individual, driblando o seu marcador na intermediária, antes de avançar com a bola e soltar a bomba, em chute cruzado da entrada da área, vencendo Argüello: 4 a 0.

Sem dar chances ao adversário, que simplesmente não conseguia mais trocar três passes no gramado da Vila Belmiro, os alvinegros chegaram ao quinto gol. Aos 36, o lateral Juan deu assistência precisa para Neymar tocar a bola na saída de Argüello. O arremate ainda desviou no zagueiro Frontini, antes de parar nas redes de La Academia.

Após um primeiro tempo brilhante, o Santos voltou para a etapa complementar sem ‘tirar o pé do acelerador’. Tanto que, em menos de dez minutos, a equipe marcou mais duas vezes. A primeira, aos cinco, com Elano. Aos sete, Ganso acertou bela cobrança de falta, anotando o sétimo do Peix

Com a goleada já construída, os santistas passaram a jogar apenas para ampliar o marcador. Aos 14, Neymar iniciou o lance e tocou para Ganso, que ajeitou para Borges, que havia acabado de entrar no lugar de Kardec, anotar mais um para o time alvinegro: 8 a 0.

Depois de quase marcar novamente com jogadas de Neymar e Felipe Anderson, o Santos ainda viu a sua torcida brincar com a situação e, aos gritos de ‘mais um’, foi ao ataque em busca de mais gols. Livre de marcação, aos 39, Borges recebeu grande passe de Neymar, mas não finalizou com precisão e viu Argüello espalmar a bola para escanteio, na última chance da partida.