Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Roth tem escalação do Cruzeiro na cabeça, mas faz mistério

O técnico Celso Roth tem o time do Cruzeiro definido para o duelo contra o Vasco, neste sábado, em São Januário, mas o treinador celeste só vai revelar a escalação da equipe minutos antes do jogo. Apesar de já ter a equipe na cabeça, Roth afirma que treinou várias opções de jogo durante a semana, porque a equipe ainda está em formação e não atingiu o equilíbrio ideal.

‘Claro que não posso (falar a escalação). Assim, vocês praticam o exercício da probabilidade. Realmente, treinamos alternativas e, quando a gente faz isso, mostra claramente que não achamos o que queremos. Ainda estamos procurando o que achamos que deve ter uma sequência. Até lá, todas as especulações são válidas, dentro do que foi visto aqui. Temos o time definido e encaminhado, os jogadores sabem quem vai jogar, mas, para vocês, é bom o exercício’, afirmou.

A principal dúvida do treinador é no meio-campo, entre William Magrão e Souza. Nos treinamentos, o Celso Roth fez uma espécie de revezamento com os dois atletas na equipe titular. Para o comandante celeste, a entrada de Souza deixa o time mais técnico, porém, com William Magrão, o Cruzeiro ganha na marcação.

‘Colocamos o Souza no primeiro trabalho, que nos dá uma opção técnica muito boa, um jogador altamente técnico. Depois colocamos o Willian, que dá presença e competitividade maior. Minha decisão vai ser dentro disso, ter um time com qualidade técnica e facilidade, teoricamente, maior para jogar, ou ter um time com mais pegada e bola aérea melhor. O Vasco está muito bem e a gente tem de levar tudo isso em consideração’, comentou.

Pela menos uma ausência já é certa no time celeste. O lateral Diego Renan não treinou durante a semana e deve ser substituído pelo zagueiro Léo, que jogaria improvisado. ‘Infelizmente o Diego Renan está em situação complicada, vamos ver, analisar. Ele participou de um treinamento e saiu por precaução. Testamos Arias e Léo. Vamos resolver, ver se Diego Renan dá notícia boa. Se não der, vamos ficar entre os dois’, disse.