Rogerinho e Monteiro avançam, enquanto que Clezar cai em Blumenau

Rogério Silva quase conseguiu se complicar em sua estreia no Aberto de Santa Catarina, nesta terça-feira. O tenista paulista, cabeça de chave número 2 do torneio, começou atrás no placar, em partida contra Enrico Burzi, mas conseguiu a virada contra o italiano e avançou na competição, com parciais de 4/6, 7/6 (7-4) e 6/1.

No primeiro set, Rogerinho não foi bem e conseguiu acertar somente 44% dos primeiros serviço. Sofrendo dois break-points e quebrando o serviço do representante da Itália em uma única oportunidade, o jogador não resistiu.

No set seguinte, a melhora nos saques, principalmente no primeiro serviço, trouxe Rogerinho de volta à disputa e ele conseguiu fechar a parcial após o tie-break.

O terceiro set foi bem mais tranquilo para o paulista, que chegou a abrir 3/0 e, conseguindo quebrar o saque de Burzi, venceu o jogo.

Quem também avançou no torneio em Blumenau (SC) foi o jovem Thiago Monteiro, de 17 anos de idade, ao eliminar o croata Toni Androic, número 327 da ATP, com um duplo 6/2. Foi a primeira vitória da carreira de Monteiro na chave principal de um torneio challenger.

Guilherme Clezar, do Rio Grande do Sul, não seguiu os passos de seus compatriotas e disse adeus logo na primeira rodada, ao perder para o tcheco Ivo Minar, com parciais de 6/2 e 6/3. Minar mede forças agora contra o chileno Paul Capdevile, que venceu o uruguaio Marcel Felder, com 6/3, 3/6 e 6/4.