Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Robert Scheidt: ‘Idade não será problema’

Velejador fecha o primeiro dia de provas e fala da dificuldade com o vento em pontos da Baía

Maior medalhista olímpico do Brasil de todos os tempos, Robert Scheidt teve uma estreia bipolar nos Jogos nesta segunda-feira. O brasileiro ficou em 23º lugar na primeira regata da classe laser e liderou a segunda prova (ficando na sétima posição no ranking geral da classe laser ao fim do dia). O brasileiro volta às águas amanhã em mais duas regatas.

“Ter ganho a segunda etapa mostra a idade não será problema para mim. Estou bem fisicamente e com bastante disposição. Quarta-feira a prova deverá ser mais desgastante pois está chegando uma frente fria no Rio”, afirmou Sheidt, de 43 anos, que irá duelar com vários atletas da faixa dos 20 anos.

Sheidt também comentou sobre a dificuldade de velejar na Baía de Guanabara: “Boa parte do percurso foi próxima de Niterói e isso afetou muito o vento. Tinha horas que oscilavam muito as condições da Baía. Mas faz parte. Gostaria de ter ficado entre os dez primeiros nas duas regatas. Mas ainda faltam muitas provas até a Medal Race (a final da vela)”, afirmou.

O primeiro dia da vela ainda teve como resultados o sétimo lugar de Ricardo Winicki, o Bimba, na categoria RS:X; Patricia Freitas ficou com o sexto lugar RS:X e a Fernanda Decnop no 15 na categoria laser.