Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Real leva susto, mas vence a última antes de semana decisiva

Madri, 14 abr (EFE).- No último jogo antes de se preparar para enfrentar o Bayern de Munique na terça-feira, pelas semifinais da Liga dos Campeões, e o Barcelona, em um confronto direto pelo título espanhol, o Real Madrid teve dificuldades, mas derrotou o Sporting Gijón por 3 a 1 neste sábado e se manteve com folga na liderança do campeonato nacional.

O Real soma agora 85 pontos, contra 78 do Barça, que ocupada a segunda posição na tabela e ainda neste sábado vai a Valência encarar o Levante, uma das equipes que ainda brigam pelas duas vagas restantes para a próxima Liga dos Campeões.

De quebra, o técnico José Mourinho, que escalou o brasileiro Marcelo entre os titulares e deixou Kaká no banco durante os 90 minutos, pôde respirar aliviado pensando no clássico do próximo sábado no estádio Camp Nou. O meia-atacante Ángel Di María e o atacante Cristiano Ronaldo, que estavam pendurados, não receberam cartão amarelo e poderão entrar em campo para enfrentar o rival.

O Gijón, por sua vez, se manteve em penúltimo lugar, com 28 pontos, sete a menos que o Villarreal, primeiro time fora da zona de rebaixamento e que no domingo receberá o lanterna Racing Santander.

Antes do começo do jogo no estádio Santiago Bernabéu, foi respeitado um minuto de silêncio pela morte do meio-campista Piermario Morosini, de 25 anos, que sofreu uma crise cardíaca neste sábado durante a partida entre seu time, o Livorno, e o Pescara, pela segunda divisão italiana.

Com a bola rolando, o time da casa foi surpreendido aos 30 minutos do primeiro tempo. No contra-ataque, Trejo puxou contra-ataque e, caído, Sergio Ramos colocou a mão na bola dentro da área. De Las Cuevas cobrou pênalti e fez 1 a 0 pra os visitantes.

Nove minutos depois, Higuaín tratou de garantir pelo menos o empate até a ida do intervalo ao se antecipar à marcação e ao goleiro e cabecear firme, após cruzamento do próprio Sergio Ramos.

Depois do intervalo, o Real se encontrou em campo e chegou ao triunfo, o 27º no torneio. O gol da virada aconteceu aos 29 minutos, quando Di María levantou na medida para Cristiano Ronaldo, que também usou a cabeça para marcar.

Foi o 41º gol do astro luso no Espanhol, quebrando o próprio recorde, obtido na última temporada, de maior artilheiro de uma só edição do campeonato.

Ainda houve tempo para a equipe madrilenha ampliar, aproveitando que o adversário ficou com um a menos. Canella foi expulso, aos 34. Três minutos depois, Benzema também deixou o dele e fechou a contagem. EFE