Rapidinhas do Tricolor: Piris descobre o polichinelo com Leão

Como?! No treino desta quinta-feira, Piris foi um dos primeiros ao ser punido por uma falha executando polichinelos. O paraguaio, entretanto, nem sabia o significado da palavra. Só a entendeu quando ouviu como sinônimo a palavra ‘castigo’. ‘Ah, isso fiz uma vez só. É divertido esse treino, né? Quem erra sempre precisa fazer alguma coisa’, sorriu o lateral direito.

Justus e o Fabuloso: No sábado, Luis Fabiano participou de um evento que homenageou o empresário, apresentador e cantor Roberto Justus por seus 30 anos de atuação no mercado publicitário. O atacante entregou ao são-paulino uma camisa 9 do Tricolor e brincou pedindo para que ele faça fisioterapia no Reffis.

Pode abusar… O discurso ainda não é de reclamação em relação aos treinos que duram mais de duas horas pela manhã comandados por Leão, que deixa o elenco cansado para o resto do dia e obriga os jogadores a chegarem cedo ao CCT. ‘Estamos preparados para isso. Nós nos cuidamos e nos alimentamos bem para estarmos sempre 100%. Se treinamos muito, é melhor para nós’, falou Piris.

… somos profissionais: Para João Filipe, é obrigação suportar a atual carga de atividades. ‘São treinos um pouco mais longos, mas fui eu que escolhi essa profissão e não tenho que reclamar. Se for para melhorar, treino à tarde e à noite também’, disse o zagueiro.

Esqueçam as malas: Ainda com chances até de ser campeão brasileiro, João Filipe afirma que nem é necessário alguém oferecer mala branca como incentivo aos atletas do Tricolor. ‘Ganhando dinheiro ou não, queremos ganhar para chegarmos à Libertadores ou ao título.’