Poupados, Felipe e Juninho Pernambucano não viajam para Montevidéu

No início da semana, o técnico Cristóvão Borges chegou a cogitar escalar o Vasco com força máxima para a partida desta quinta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Estádio Parque Central, em Montevidéu, no Uruguai, diante do Nacional, pela última rodada do Grupo 5 da Copa Libertadores.

O fato gerou espanto, pois o Cruzmaltino está classificado para as oitavas de final e no domingo joga a sua vida no Campeonato Carioca enfrentando o Nova Iguaçu, em partida decisiva. Porém, na manhã desta terça-feira, em treino realizado em São Januário, ficou evidente que duas estrelas da companhia vascaína estarão de fora do confronto. Os meias Felipe e Juninho Pernambucano não viajaram com a delegação.

Felipe sentiu fortes dores no ombro direito e Cristóvão não pretende arriscar perder o jogador em uma partida sem muito apelo. Com isso, ele sequer treinou com o grupo na manhã desta terça-feira. Já Juninho Pernambucano treinou entre os reservas, mas será preservado porque recentemente se submeteu a uma cirurgia dentária e não está no melhor da forma física.

‘Os dois não viajam com a delegação. O Felipe ainda está lesionado e vai ficar se recuperando. O Juninho teria condições de entrar em campo, mas ficou alguns dias sem treinar por conta do problema no dente. Assim, optei pela sua permanência para aproveitar uma semana inteira de treinos. Vamos com um grupo forte e em condições de tentar derrotar o Nacional’, disse Cristóvão Borges.

O médico Clóvis Munhoz explicou em entrevista coletiva que a viagem de Felipe não foi permitida pelo departamento médico. Mas que existe a possibilidade de ele enfrentar o Nova Iguaçu no domingo, pelo Campeonato Carioca.

‘O Felipe não jogou sábado contra o Flamengo porque não se recuperou das dores que começaram na quinta-feira. O jogador vem sofrendo com bursite e tendinite e isso justifica as dores. Portanto, não viaja com o grupo. Vai ficar no Rio de Janeiro tomando medicamento e fazendo trabalho de reforço muscular. Vamos ver como se comporta para analisarmos se tem chances de jogar contra o Nova Iguaçu’, disse Clóvis antes do embarque.

Já Juninho Pernambucano está liberado pelo departamento médico para jogar e chegou a pedir para Cristóvão Borges para ser relacionado para a viagem. Porém, a comissão técnica optou por não usá-lo pensando no confronto diante do Nova Iguaçu.

‘O Juninho Pernambucano conversou comigo e pediu para jogar. Até poderia ser usado em alguns momentos. Mas entendi que ele será mais importante contra o Nova Iguaçu e por isso quero que fique no Rio de Janeiro treinando. Temos um jogo decisivo no domingo e nesta quinta-feira vamos com um grupo forte e em condições de obter um bom resultado’, disse Cristóvão.

Sem Juninho Pernambucano e Felipe, Cristóvão Borges vai armar o time do Vasco com três volantes. Rômulo, Eduardo Costa e Fellipe Bastos vão compor o meio de campo com Diego Souza, que terá a missão de municiar a dupla de ataque com Eder Luis e Alecsandro. Na zaga, com Dedé afastado por conta de um edema ósseo na fíbula da perna esquerda, Rodolfo e Renato Silva formarão a zaga.

Dessa maneira o Vasco deverá ir a campo na quinta-feira com a seguinte escalação: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Rodolfo, Thiago Feltri, Rômulo, Eduardo Costa, Fellipe Bastos e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro. Após o treino desta terça-feira os jogadores embarcaram para Montevidéu.