Oscar já admite: Inter se contentará com empate na Vila Belmiro

O Inter teve dez dias sem jogos entre a eliminação diante do Grêmio nas quartas de final do primeiro turno do Campeonato Gaúcho e a estreia no segundo turno, nesse sábado. Neste tempo, a meta foi se preparar visando o duelo de quarta-feira, contra o Santos, na Vila Belmiro, pela Libertadores. E não é necessário nem vencer para o time se satisfazer.

‘Vamos para Santos vencer, mas sair com um empate é importante’, admitiu Oscar, tentando demonstrar, entretanto, otimismo na tentativa de manter 100% de aproveitamento nesta primeira fase da competição continental. E apela para a tradição colorada no torneio.

‘Jogar na Vila é difícil, mas estamos acostumados a jogar fora de casa em Libertadores. Nosso time cresce em jogos decisivos. Já jogamos muito bem contra o Ypirangae com certeza vamos jogar melhor ainda contra o Santos’, apostou o meia.

O discurso no Beira-Rio, contudo, é cauteloso. Dorival Júnior ainda espera pela liberação dos médicos em relação aos volantes Guiñazu e Tinga e o meia D’Alessandro. Por isso, prefere, publicamente, ressaltar o Santos, deixando o favoritismo para os anfitriões

‘Com certeza precisamos melhorar e estamos tentando definir a equipe para a partida. Vai ser um jogo muito difícil. O Santos voltou a jogar coletivamente e, assim, se torna muito forte porque individualmente desequilibra. Mas da mesma forma é o Inter’, disse o treinador.

Oscar, no entanto, está confiante. ‘O Santos vem muito bem, o Neymar também. Mas eles vão precisar de atenção com vários de nossos jogadores também’, avisou o meia, companheiro de Neymar na Seleção Brasileira campeã do Sul-americano sub-20 no ano passado.