Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Náutico garante interino Levi Gomes até o fim do Pernambucano

Um ‘novo Mazola Júnior’ terá a oportunidade de surgir no futebol pernambucano. No Náutico, que dispensou o técnico Waldemar Lemos semana passada, o interino Levi Gomes terá até o fim do Estadual para mostrar seu trabalho e buscar a efetivação, como foi em 2011 com o atual comandante do Sport.

Praticamente classificado para as semifinais do Campeonato Pernambucano, com 35 pontos – três a mais que o Petrolina, única equipe que pode tirar a vaga -, Levi também terá desafio na Copa do Brasil já nesta quinta-feira, diante do Fortaleza, pela segunda fase da competição.

Carlos Kila, gerente de futebol do Timbu, garantiu que o interino pode ser efetivado se obtiver bons resultados: ‘Por que não? Nenhum treinador que chegar agora vai conhecer o grupo. Vamos esperar e ver o que vai acontecer. Se o Náutico for avançando, o Levi fica’, disse ao Diário de Pernambuco, antes do diagnóstico: ‘O grupo precisava de algumas mudanças e o Levi já fez algumas’.

As mudanças sugeridas por Kila estão no esquema tático: O 4-4-2 de Waldemar Lemos foi trocado pelo 3-5-2, com Diego Bispo como titular da zaga e Dorielton na vaga de Léo Santos no ataque. O provável time titular diante do Fortaleza é o seguinte: Gideão; Ronaldo Alves, Marlon e Diego Bispo; Marquinho, Tozo, Elicarlos, Derley e Jéfferson; Dorielton e Siloé.

‘Técnico de primeira’ na lista: dois nomes já foram descartados

Enquanto abaliza o trabalho de Levi Gomes, a diretoria do Náutico já pensa no novo treinador, que será alguém com experiência em Série A do Campeonato Brasileiro. De cinco nomes sugeridos, dois já foram descartados: Alexandre Gallo, a quem o Timbu deve salários referentes à última passagem, e Caio Júnior, empregado no futebol árabe.