Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Interlagos: Pole de Bottas alivia ‘clima de velório’ na Mercedes

Um dia depois do assalto à van da equipe, Hamilton bateu no início do treino e largará em último. Massa sairá na nona posição

O sábado em Interlagos foi bastante agitado e especialmente infeliz para de Lewis Hamilton. Um dia depois do assalto à van da Mercedes, o campeão da Fórmula 1 bateu logo no início do Q1 do treino classificatório e largará na última colocação do GP do Brasil, em São Paulo. Valtteri Bottas aliviou o pesadelo da Mercedes com uma volta espetacular: o finlandês cravou o recorde da pista brasileira e largará na pole position, seguido pelas Ferraris de Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen. O brasileiro Felipe Massa, que fará sua última corrida no circuito, fez o 10º melhor tempo, mas largará em nono, por causa de uma punição a Daniel Riccardo, da Red Bull.

Campeão com duas etapas de antecedência, Hamilton prometeu manter o foco e foi o mais rápido das atividades de sexta-feira. Neste sábado, porém, o piloto britânico chegou a Interlagos chateado com o assalto sofrido por seus colegas de equipe na noite anterior. “Isso acontece todo ano aqui”, desabafou Hamilton em suas redes sociais pela manhãpouco antes da frustração na pista.

Com apenas dois minutos de treino, o piloto que usava pneus super macios na pista ainda úmida perdeu o controle na curva do Laranjinha e bateu no muro. Ele demorou a deixar o carro, causando preocupação geral, mas não sofreu ferimentos. “Não sei exatamente o que aconteceu, é algo que não esperava, mas a vida é feita de desafios”, afirmou Hamilton aos jornalistas na zona mista. Ele largará na última colocação, o que deve garantir emoção na corrida mesmo com o campeonato já decidido.

Veja também

Bottas superou Vettel nos últimos segundos do Q3 ao cravar 1m08s322, a volta mais rápida da história de Interlagos. O recorde da corrida segue com o colombiano Juan Pablo Montoya (1min11s473), em 2004, mas deve ser batido com sobras neste domingo, já que mudanças técnicas nos carros para a temporada aumentaram consideravelmente a  velocidade dos carros.

Max Verstappen e Daniel Ricciardo, ambos da Red Bull, fizeram o quarto e quinto melhores tempos, respectivamente. Ricciardo, porém, perdeu dez posições no grid por exceder o limite de motores da temporada e largará em 15º. Fernando Alonso melhorou o rendimento de sua McLaren, fez o sétimo melhor tempo e largará na sexta posição.

O GP do Brasil de Fórmula 1 acontece às 14h (de Brasília) em Interlagos, com previsão de sol em Interlagos.

O grid de largada do GP do Brasil:

1.º – Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 1min08s322

2.º – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min08s360

3.º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1m08s538

4.º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1m08s925

5.º – Sérgio Pérez (MEX/Force India), 1min09s598

6.º – Fernando Alonso (ESP/McLaren), 1m09s617

7.º – Nico Hulkenberg (ALE/Renault), 1min09s703

8.º – Carlos Sainz (ESP/Renault), 1m09s805

9.º – Felipe Massa (BRA/Williams), 1m09s841

10.º – Esteban Ocon (FRA/Force India), 1m09s830

11.º – Romain Grosjean (FRA/Haas), 1m09s879

12.º – Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren), 1m10s116

13.º – Kevin Magnussen (DIN/Haas) 1m10s154

14.º – Pascal Wehrlein (ALE/Sauber), 1min10s678

15.º – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min09s330*

16.º – Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min10s875

17.º – Brendon Hartley (NZL/Toro Rosso), sem tempo*

18.º – Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso), 1min10s686*

19.º – Lance Stroll (CAN//Williams), 1min10s776*

20.º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), sem tempo

* Punidos com perdas de posições no grid