Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hulk e Helton no banco dos réus por agressão após jogo do Porto em 2009

Cinco jogadores do Porto, entre eles o atacante da seleção brasileira Hulk e o goleiro Helton, serão julgados por um tribunal de Portugal por terem supostamente agredido seguranças durante um clássico de 2009 contra o Benfica, anunciou nesta terça-feira a agência de notícias Lusa.

Os uruguaios Cristian Rodriguez e Jorge Fucile e o romeno Cristian Sapunaru estão entre os acusados.

Os atletas podem ser condenados a penas de até três anos de prisão, que pode chegar a cinco anos no caso de Sapunaru.

Hulk, que deve ser titular nesta terça-feira no amistoso da seleção brasileira contra o México, é acusado de um crime de ofensa à integridade física por ter supostamente atingido com pontapés no abdômen um segurança do Estádio da Luz de Lisboa, do Benfica, no dia 20 de dezembro de 2009.

O atacante já foi suspenso por quatro meses pela Liga Profissional de Futebol Portuguesa, tendo cumprido 25 jogos de suspensão, mas posteriormente, a punição acabou sendo reduzida para apenas três partidas.

O caso gerou uma grande polêmica entre os dois clubes de maior rivalidade no país e provocou a demissão do então presidente da LPFP Hermínio Loureiro.

O goleiro brasileiro Helton, que não tinha sido suspenso na época, também terá que responder às acusações do Ministério Público português.