Globo e Fox trarão corpos de vítimas em avião particular

Traslado das vítimas deve começar a ocorrer a partir das 16 horas de sexta-feira (horário de Brasília)

A TV Globo e a Fox Sports, que tiveram funcionários entre as vítimas fatais no acidente com o avião da Chapecoense, trarão os corpos de seus jornalistas de volta ao Brasil em um avião particular. O traslado das vítimas deve começar a ocorrer a partir das 16 horas de sexta-feira (horário de Brasília), informou nesta tarde o embaixador brasileiro na Colômbia, Julio Bitelli. De acordo com ele, a “complexidade” na preparação das 71 vítimas letais da tragédia com o voo LMI 2933, da companhia LaMia, acabou atrasando o cronograma de liberação dos corpos dos brasileiros.

Além de disponibilizar um avião privado para que seus funcionários possam ser sepultados no Brasil, a Fox providenciou passagens para que os familiares dos jornalistas que faleceram também pudessem acompanhar direto de Medellín os trâmites do traslado e as investigações sobre as causas do acidente. Entre as vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense, trabalhavam na Fox Sports o ex-jogador e comentarista Mário Sérgio Paiva, o narrador Deva Pascovicci, os repórteres Paulo Júlio Clement e Victorino Chermont, o coordenador de transmissões externas Lilácio Pereira Júnior e o repórter cinematográfico Rodrigo Santana. Da TV Globo as vítimas são o repórter Guilherme Marques, o repórter cinematográfico Ari Jr e o produtor Guilherme Laars.