Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-gerente afirma que Tirone tenta rechaçar rótulo de ‘banana’

O ex-gerente administrativo do Palmeiras, Sérgio do Prado, revelou nesta terça-feira os detalhes de sua conversa final com o presidente Arnaldo Tirone. Segundo o ex-dirigente alviverde, o mandatário está incomodado com as críticas que recebe nos bastidores do clube.

‘Eu fui para a sala do Tirone e do Frasson (vice-presidente), cumprimentei e vi o presidente com a voz alterada, conversando comigo com reclamação, dizendo que todos exigiam dele e diziam que ele não mandava nada, que o titularam como ?banana’. Ele falou então que me demitiria, porque não está aguentando tanta pressão de conselheiros’, afirmou Prado, à rádio Estadão ESPN.

A demissão de Sérgio do Prado foi anunciada pelo Palmeiras na noite de segunda-feira. Além do gerente, o clube também dispensou a equipe de assessoria de imprensa e o advogado André Sica.

O ex-gerente, que era criticado por uma ala de conselheiros e também pela comissão técnica, reconheceu ter ficado surpreso com a demissão e manifestou sua torcida para que o clube melhore.

‘Na hora certa, acho que tudo vai aparecer, tem momento certo para tudo na vida, as coisas aparecem. Torço para que o Palmeiras retome o seu caminho o mais breve possível, porque está muito difícil a situação do clube. Quando todo mundo entender que o bom é o Palmeiras, as coisas vão melhorar’, afirmou.

Sérgio do Prado discorda que tenham sido os conselheiros os responsáveis por sua demissão, mas preferiu não dar os nomes de seus desafetos.