Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Edu descarta mudança de postura do Corinthians em La Bombonera

O técnico Tite poderia optar por fazer mistério com relação ao modo como o Corinthians se portará em campo contra o Boca Juniors, mas o gerente de futebol, Edu Gaspar, já admitiu que nenhuma surpresa será presenciada pela torcida. O dirigente garantiu que o estilo de jogo demonstrado pela equipe durante toda a Libertadores não sofrerá qualquer influência diante da importância da partida desta quarta-feira.

‘Eu converso bastante com o Tite e nós sabemos que o time criou uma característica. Não é porque vamos jogar fora de casa, em La Bombonera, ou em qualquer lugar, que o nosso estilo vai ser mudado. Marcamos para frente, damos o combate no campo deles e nós vamos assim para o jogo’, explicou Edu, em entrevista ao canal ‘Fox Sports’.

O dirigente também comentou sobre os benefícios gerados com o retorno do atacante Emerson ao time principal. Expulso no primeiro duelo contra o Santos nas semifinais, o atleta desfalcou o Corinthians na partida realizada na última quarta-feira e obrigou Tite a optar pela entrada de Willian, no primeiro tempo, e Liedson, no segundo.

‘O Emerson tem uma característica muito importante para esta equipe. Nós dizemos que ele rompe linhas. Ele vai para cima dos zagueiros no mano a mano e dá um bom desafogo para o nosso time. Mas temos que ressaltar também a força que todo o grupo corintiano tem. Essa sempre será a nossa principal característica’, emendou.

Edu Gaspar ainda elogiou os responsáveis pela organização da partida desta quarta-feira e minimizou alguns problemas encontrados na chegada do time a La Bombonera. O ônibus corintiano precisou atravessar o temido corredor cercado pelos torcedores do Boca Juniors e foi recebido com pequenas pedras que foram arremessadas por alguns argentinos.

‘A organização foi excepcional. Tivemos algumas pedrinhas no ônibus, mas isso é normal. Faz parte ser recebido assim nesse corredor ocupado pela torcida do Boca. Nós pudemos ver também vários torcedores corintianos nas ruas, incentivando o time e mostrando a bandeira. Isso é muito bom para a gente e mostra a grandeza desta equipe também’, finalizou o dirigente.