Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Djokovic sofre, mas bate americano e vai à 3ª rodada

Por AE

Londres – Novak Djokovic teve mais trabalho do que esperava para vencer o jovem Ryan Harrison nesta quarta-feira. Apesar do placar de 3 sets a 0, com triplo 6/4, o número 1 do mundo sofreu para se impor diante da promessa dos Estados Unidos, em quase duas horas de partida válida pela segunda rodada de Wimbledon.

O sérvio buscou a vitória ao efetuar os únicos três break points cedidos pelo rival, um em cada set. Ele ainda precisou salvar seis chances de quebra de saque que concedeu ao americano.

Os demais números da partida também indicam o equilíbrio. Djokovic cravou 31 bolas vencedoras, contra 30 de Harrison. E cometeu 15 erros não forçados, contra 41 do adversário. Cada um acertou 8 aces.

O líder do ranking fez a diferença ao sacar um pouco melhor que o rival e ao mostrar melhor aproveitamento na rede. Acertou 25 pontos no fundamento, contra apenas 4 do jovem tenista, de apenas 20 anos.

Djokovic aguarda agora o desfecho do confronto entre o checo Radek Stepanek e o alemão Benjamin Becker para conhecer seu adversário da terceira rodada. A partida entre os dois foi interrompida no segundo set nesta quarta por falta de luz natural. Stepanek venceu o set inicial por 6/2, mas perdia o segundo por 6/5. O duelo terá continuação nesta quinta.

Em relação aos jogos adiados de terça-feira, o espanhol David Ferrer, o croata Ivo Karlovic, o alemão Bjorn Phau e o americano Andy Roddick venceram seus duelos de estreia no Grand Slam britânico.

Já pela segunda rodada, o francês Julien Benneteau derrotou o veterano Michael Russell por 3 sets a 1 e se credenciou para o confronto com o suíço Roger Federer, hexacampeão em Wimbledon.

Também avançaram à terceira rodada o francês Richard Gasquet, o russo Mikhail Youzhny, o espanhol Nicolás Almagro, o austríaco Jurgen Melzer, os sérvios Janko Tipsarevic e Viktor Troicki, o polonês Jerzy Janowicz e o usbeque Denis Istomin.