Danilo quer Corinthians marcando pressão nesta quarta

Por AE

Ciudad del Este – A defesa corintiana tem sido o destaque da equipe nesta temporada, com apenas 11 gols tomados em 22 partidas. De acordo com o meia Danilo, no entanto, a qualidade na marcação começa no ataque, com os homens de frente atrapalhando a saída de bola do adversário. É justamente esta característica que ele quer que seja mantida diante do Nacional, do Paraguai, nesta quarta-feira, às 22 horas, em Ciudad del Este, pelo Grupo 6 da Libertadores.

“No final do ano passado já estávamos jogando assim, com a marcação na frente, todo mundo ajudando. Acostumamos a jogar assim, mas não é fácil para compactar. É uma coisa que o professor vem cobrando e estamos conseguindo. Às vezes conseguimos roubar a bola lá na frente e isso é bom para nós”, declarou o meia, nesta terça-feira, em entrevista à ESPN Brasil.

Danilo não esconde, no entanto, que o Corinthians atuará com cautela diante dos paraguaios. O jogador apontou que o Nacional demonstrou qualidade da marcação e abusou dos contra-ataques no primeiro confronto entre as equipes na competição, vencido pelos brasileiros por 2 a 0.

“Lógico que tiramos lições (da primeira partida). Não existe jogo fácil. No primeiro jogo marcaram a gente muito bem atrás e agora precisamos fugir disso para fazer uma boa partida. Eles vão tentar o contra-ataque, então precisamos atacar, mas com cuidado”, comentou.

Para conseguir a vitória atuando fora de casa, o Corinthians precisará de uma boa atuação de Paulinho, um dos principais jogadores da equipe desde o ano passado. “O Paulinho vem jogando muito bem, é a surpresa que vem de trás e aparece cada vez mais. Para nós, que jogamos de costas, é fundamental porque ele toca a bola e aparece onde o adversário não está vendo” avaliou Danilo.