Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com proximidade do Mundial, santistas admitem que estão mais ansiosos

Dia 14 de dezembro, em Toyota, no Japão, o Santos inicia a sua participação no Mundial de Clubes da Fifa. Na oportunidade, o Peixe vai estrear, podendo se classificar já para a decisão do torneio, no dia 18, em Yokohama. Assim, a proximidade da disputa do Mundial, competição mais importante do ano para os santistas, tem deixado vários dos seus jogadores ansiosos para o início do campeonato.

‘A ansiedade é enorme, não tem como esconder. Desde quando vencemos a Libertadores o nosso objetivo é o Mundial, o sonho de ser campeão desse torneio também. Mas temos que controlar a ansiedade nesse momento, para que possamos trabalhar da maneira mais correta, chegando forte para o Mundial. Vamos para lá (Japão) com o intuito de conseguir o nosso objetivo, que é o título mundial’, afirmou o volante Arouca, um dos titulares absolutos da equipe do técnico Muricy Ramalho.

Arouca, inclusive, revelou que os atletas do elenco alvinegro pretendem se resguardar um pouco mais nos próximos dias, descansando mais em suas respectivas casas, para que todos possam chegar em suas melhores condições no Mundial de Clubes.

‘Estamos procurando nos concentrar bastante nessa hora. Agora, que o tão sonhado Mundial está próximo, é o momento da superação. Por isso, nós temos que deixar de fazer algumas coisas extra-campo, para descansar. É um pequeno sacrifício, mas que vai ser válido para todos nós no futuro’, comentou.

Se Arouca vive a ansiedade de ser titular no Mundial, dentro do próprio grupo de jogadores do Santos, existe quem esteja contando os minutos para que seja divulgada a lista dos atletas que vão para a competição. Esse é o caso do também volante Rodrigo Possebon.

Reserva do Peixe, Possebon espera ter convencido Muricy de que merece estar no Mundial – a lista oficial sai na próxima segunda-feira. ‘Ansiedade existe. Por isso, temos que nos preparar para o melhor. Eu não faço ideia do que se passa na cabeça do Muricy, mas acredito que ele já deve ter mais ou menos a noção de quem vai estar na lista. Eu acho que mereço, porém, é difícil falar de você mesmo. Prefiro esperar (a divulgação da lista oficial)’, destacou.

Nas semifinais da competição, o Alvinegro Praiano encara Monterrey (México), o Auckland City (Nova Zelândia) ou o campeão japonês, representante do país-sede do Mundial – Gamba Osaka, Kashiwa Reysol e Nagoya Grampus brigam pelo título.

Caso vença e avance até a decisão, o Santos terá pela frente na final o ganhador do duelo entre o badalado Barcelona (Espanha) e Al Sadd (Catar) ou Esperánce (Tunísia).